Investidores de LUNC reagem à recomendação de imposto de negociação de 1,2% da Binance

LinkedIn

O infame colapso do ecossistema Terra, que apagou os preços de mercado dos tokens TerraUSD (UST) e LUNA, continua a incomodar investidores ansiosos, pois o cofundador Do Kwon, as exchanges de criptomoedas e a comunidade tentam identificar o melhor caminho para uma recuperação sustentável dos preços.

Mais recentemente, Changpeng ‘CZ’ Zhao, CEO da exchange de criptomoedas Binance, recomendou um imposto comercial fixo de 1,2% sobre as negociações LUNC que poderiam ser queimadas para reduzir a oferta total do token e melhorar seu desempenho de preço. Dirigindo-se à comunidade, CZ declarou:

“Iremos implementar um botão opt-in (na bolsa Binance), para as pessoas optarem por pagar um imposto de 1,2% por suas negociações LUNC.”

No entanto, a exchange iniciaria a tributação dos traders opt-in seguindo o consenso de 25% dos investidores do LUNC, garantindo que os early adopters “não sejam os únicos que pagam 1,2% a mais”.

Um imposto de negociação geral de 1,2% será implementado para todas as negociações de LUNC somente depois que os traders opt-in atingirem 50% do volume total de negociação de LUNC na exchange.

A recomendação dividiu a comunidade LUNA, já que alguns apoiaram a decisão de CZ de implementar o botão opt-in, enquanto outros interpretaram isso como manipulação de mercado de uma entidade centralizada.

CZ apoiou a queima do LUNC, mas acredita na votação da comunidade, permitindo que os investidores da plataforma finalizem a sugestão, acrescentando: “Ouvimos e protegemos nossos usuários”. No entanto, o empresário está ciente de que, a menos que a mudança seja implementada em todas as exchanges e na cadeia, os traders LUNC prefeririam mover ativos para outras exchanges que não tenham o burn.

No outro extremo do espectro, as autoridades sul-coreanas estão tentando rastrear e prender Kwon pelo colapso do Terra.

Em 14 de setembro, um tribunal em Seul, Coréia do Sul, emitiu um mandado de prisão para Kwon e outras cinco pessoas por violar a lei de mercado de capitais do país.

Por Arijit Sarkar

Deixe um comentário