Pantera Capital busca US$ 1,25 bilhão para o segundo fundo Blockchain

LinkedIn

O fundo de hedge americano Pantera Capital revelou planos para arrecadar até US$ 1,25 bilhão para o segundo fundo blockchain da empresa, indicando que os investidores institucionais têm um apetite crescente por criptomoedas, apesar da última desaceleração do mercado.

Anunciado pelo fundador e presidente-executivo da Pantera Capital, Dan Morehead, em uma recente conferência em Cingapura, a iniciativa foi projetada para aumentar a exposição do fundo às criptomoedas no próximo ano. O CEO foi citado pela Bloomberg dizendo que a Pantera Capital pretende fechar o fundo até maio de 2023. O fundo investirá em ações e tokens digitais, disse ele.

Além disso, Morehead declarou que também está procurando comprar ações adicionais de algumas empresas que a Pantera Capital já possui depois que suas avaliações caíram.

“Queremos fornecer liquidez para pessoas que estão desistindo porque ainda estamos muito otimistas pelos próximos dez ou vinte anos”, disse ele.

Em junho passado, o CEO escreveu em seu boletim informativo que, apesar de já ter visto três “colapsos” significativos de criptomoedas com Terra, Three Arrows Capital e Celsius (CEL), ainda poderia haver “mais alguns por vir no próximo mês ou dois. ” Ele alertou que cada um desses colapsos e falências não deve ser considerado um evento isolado, pois deixa “uma série de problemas para suas contrapartes”, como foi o caso da Three Arrows Capital.

Ao mesmo tempo, Morehead disse que os mercados de criptomoedas “são muito eficientes” e com “um downdraft de 70-90%, provavelmente resolvemos a maioria dos problemas. Achamos que esses eventos invadiram principalmente o espaço criptográfico”.

A Pantera Capital diz que estabeleceu o primeiro fundo orientado a criptomoedas nos EUA em 2013, quando o bitcoin foi negociado a cerca de US$ 65. A empresa lançou posteriormente seu primeiro fundo de risco focado em blockchain.

Com informações de CryptoNews

Deixe um comentário