Petrobras prevê aumentar em mais de três vezes a capacidade instalada de produção no campo de Búzios

LinkedIn

A Petrobras prevê aumentar em mais de três vezes a capacidade instalada de produção no campo de Búzios, no pré-sal da bacia de Santos, até o final da década. A projeção é de que o volume salte dos atuais 600 mil barris diários de petróleo por dia, com quatro plataformas, para 2 milhões de barris por dia com a instalação de mais sete unidades.

A informação foi um dos destaques do painel da estatal (BOV:PETR3) (BOV:PETR4) no terceiro dia da Rio, Oil & Gas 2022 por gerentes da companhia.

“Para o campo de Búzios, temos atualmente sete plataformas em fase de construção ou em contratação. O FPSO Almirante Barroso está neste momento navegando rumo ao Brasil para terminar a etapa de comissionamento”, informou o engenheiro Jaime Naveiro durante o evento.

Segundo ele, o FPSO Almirante Tamandaré (sexta unidade) está em fase de construção avançada, com o casco já flutuando e em comissionamento. As P-78 e P-79 estão em etapa inicial de construção, e já foram assinados o contrato de construção das P-80 (em agosto) e P-83 (hoje, 28). A expectativa é assinar o contrato da P-82 em breve, afirmou.

“Nosso último recorde no campo foi de 616 mil bpd, batido em julho deste ano. Quando olhamos para frente, há expectativa que Búzios alcance 33% de participação na produção da Petrobras no fim de 2026”, complementou.

Informações Broadcast

Deixe um comentário