Petrobras beneficia a sociedade brasileira ao demorar mais para elevar os preços dos combustíveis

LinkedIn

A Petrobras beneficia a sociedade brasileira ao demorar mais para elevar os preços dos combustíveis, afirmou nesta sexta-feira (14) o diretor-executivo de Exploração e Produção, Fernando Borges.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:PETR3) (BOV:PETR4) nesta terça-feira (18).

Em entrevista em live do canal epbr, o executivo reiterou, no entanto, que a política de preços da companhia busca seguir os valores do mercado internacional, ao mesmo tempo em que evita repassar volatilidades aos consumidores no Brasil.

“Se olhar a sociedade brasileira, a gente passar mais a miúde a redução e demorar um pouco mais para passar a subida, nós estamos beneficiando a sociedade brasileira”, disse Borges.

“Quanto já se escutou de ‘cadê a contribuição da Petrobras’? Ela, na medida do possível, tem sido feita dentro de uma banda que a gente trabalha”.

O executivo ponderou que há atualmente um momento de volatilidade grande no mercado internacional de petróleo dentro de um mesmo dia e que a empresa evita repassar esses movimentos de imediato ao mercado interno.

Segundo Borges, ao considerar a banda de variação com que a empresa trabalha, a Petrobras está seguindo preços de mercado.

“Temos a responsabilidade de conduzir a companhia respeitando o parâmetro de preço do mercado, até para não causar perturbação, uma vez que o país depende de importação, e também para não causar prejuízos desnecessários à companhia”.

Sobre exploração, Borges afirmou que a empresa olha para a região da Margem Equatorial como solução para evitar queda da produção. “Hoje olhamos os projetos que vão entregar petróleo a partir de 2030 e é por isso que estamos olhando para a Margem Equatorial”, apontou.

Em nota ao mercado nesta tarde sem citar o episódio, apenas mencionando “notícias veiculadas na mídia a respeito dos reajustes nos preços de combustíveis”, a Petrobras afirmou que mantém seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais.

“A Petrobras monitora continuamente os mercados, o que compreende, dentre outros procedimentos, a análise diária do comportamento de nossos preços relativamente às cotações internacionais”, destacou.

 ⇒  A Petrobras pretende divulgar os resultados do 3T22 no dia 03 de novembro

Informações Infomoney

Deixe um comentário