ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Banco do Brasil permitirá pagamento de impostos com criptomoedas

LinkedIn

O Banco do Brasil (BOV:BBAS3) está oferecendo uma nova e conveniente opção para os contribuintes pagarem suas dívidas usando criptomoedas.

De acordo com um comunicado publicado pelo banco em 11 de fevereiro, agora é “possível” que os contribuintes paguem seus impostos com criptomoedas em uma iniciativa conjunta com a empresa de criptomoedas brasileira Bitfy.

Está disponível para os brasileiros com cripto sob custódia da Bitfy, que atuará como “parceira de cobrança”.

O banco observou que, além da conveniência que traz para os clientes, poderia “expandir” o uso e o acesso ao ecossistema de ativos digitais com “cobertura nacional” e ter o conforto de um banco respeitável que oferece proteção ao consumidor.

Lucas Schoch, fundador e CEO da Bitfy, acrescentou que “a nova economia digital é um catalisador para um futuro cheio de vantagens”.

O comunicado disse que os usuários de cripto passariam por um processo direto, com os detalhes do imposto exibidos junto com a quantidade de reais, que deveria ser convertida na criptomoeda escolhida para pagar a conta.

Os contribuintes terão acesso à sua fatura digitalizando um código de barras, semelhante a como pagam um “boleto”, um método de pagamento popular no Brasil.

Esta mudança ocorre depois que o Rio de Janeiro começou a aceitar criptomoedas como pagamento de impostos em outubro de 2022.

Em dezembro de 2022, o Brasil aprovou um marco regulatório que legaliza o uso de criptomoedas como forma de pagamento no país.

A lei provavelmente entrará em vigor em junho deste ano.

Os cidadãos foram informados anteriormente, em maio de 2022, que seriam obrigados a pagar impostos sobre transações de criptomoedas semelhantes, por exemplo, troca de Bitcoin. No entanto, nem todos os investidores em cripto no Brasil precisam declarar suas negociações. O regulador estabelece que apenas os investidores que negociam mais de 35.000 reais (cerca de US$ 6.711) em cripto devem pagar impostos sobre criptomoedas.

Por Ciaran Lyons

Deixe um comentário