ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

Taxa de desemprego nos EUA atinge mínima de 50 anos em abril de 2023

LinkedIn

A taxa de desemprego nos Estados Unidos caiu para 3,4% em abril de 2023, igualando a mínima de 50 anos de 3,4% observada em janeiro. A queda ficou abaixo das expectativas do mercado, que previam uma taxa de 3,6%. O número de desempregados também registrou queda, diminuindo em 182 mil para 5,657 milhões.

Ao mesmo tempo, o nível de emprego aumentou em 139 mil para 161,031 milhões. Embora a taxa de participação na força de trabalho tenha permanecido inalterada em 62,6%, o resultado geral foi positivo e sugere uma melhora contínua no mercado de trabalho dos EUA.

A queda na taxa de desemprego foi impulsionada pelos ganhos em setores como serviços profissionais e empresariais, cuidados de saúde, lazer e hotelaria e assistência social. Esses setores têm sido consistentemente responsáveis por grande parte do crescimento do emprego nos últimos anos.

A economia dos EUA continua a criar empregos em ritmo forte e constante, superando as expectativas do mercado. A taxa de desemprego em queda é uma notícia encorajadora para os trabalhadores americanos e sugere que a economia pode estar se fortalecendo ainda mais.

Taxa de Desemprego nos Estados Unidos

Nos Estados Unidos, a taxa de desemprego mede o número de pessoas que procuram ativamente um emprego como uma porcentagem da força de trabalho.

A pesquisa é realizada trimestralmente desde 1948 pela BEA.

Histórico

A unidade é percentual e a base histórica apresenta uma mínima de 2,5% e uma máxima de 14,70% desde 1948.

PERÍODO RESULTADO CONSENSO
Abril  3,4% 3,6%
Março 3,5% 3,6%
Fevereiro 3,6% 3,4%

Gráfico histórico desde 1948

Deixe um comentário