ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Totvs (TOTS3): lucro líquido ajustado de R$ 200,9 milhões no 3T23, alta de 31,7%

LinkedIn

A Totvs encerrou o terceiro trimestre de 2023 com lucro líquido ajustado de R$ 200,9 milhões. O montante representa alta anual de 31,7% e de 70,9% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Já o Ebitda ajustado subiu 18,3% na comparação com o terceiro trimestre de 2022 e 14,4% ante abril a junho deste ano, para R$ 294,9 milhões. A margem Ebitda ajustada foi de 24,5%, 130 pontos base acima do segundo trimestre, o que foi provocado pelo seu aumento nas 3 dimensões de negócio, mas com redução de 10 pontos base em relação ao mesmo período de 2022, principalmente relacionada aos investimentos na operação orgânica da JV Techfin, segundo a Totvs.

A receita líquida consolidada encerrou o trimestre em R$ 1,202 bilhão, sendo 18,9% superior ao mesmo período de 2022 e 6% maior na comparação com abril a junho deste ano.

Segundo a Totvs, isso se deu em função dos avanços na receita recorrente de gestão, que cresceu 18% ano contra ano, impulsionada pelo crescimento da receita SaaS Gestão; do crescimento de 38% na receita de business performance; e do aumento de 35% da receita de Techfin líquida de Funding.

A receita recorrente anualizada (ARR, na sigla em inglês) consolidada atingiu R$ 4,572 bilhões, 20,2% acima do valor reportado um ano antes.

Já a adição líquida orgânica (soma da adição líquida orgânica de ARR de Gestão e da Business Performance) totalizou R$ 173,4 milhões, caindo 8% em relação ao trimestre anterior.

A dívida bruta da empresa, por sua vez, somou R$ 2,045 bilhões ao fim do terceiro trimestre, tendo recuado 1,3% em comparação ao término de junho. De acordo com a Totvs, isso foi consequência do pagamento de juros no período.

Por outro lado, o saldo de caixa e equivalentes encerrou o terceiro trimestre de 2023 em R$ 3,1 bilhões, o que corresponde a aproximadamente 1,5 vez o saldo da dívida bruta.

Techfin

A receita da Techfin apresentou crescimento anualizado de 16% em relação ao mesmo período de 2022 e de 53% sobre o trimestre imediatamente anterior, para R$ 136,1 milhões. A Totvs explica o resultado principalmente pela performance do segmento de agronegócio.

O Ebitda encerrou o trimestre em R$ 24,2 milhões, um crescimento de 31% ano contra ano, e revertendo o resultado negativo do segundo trimestre deste ano. A margem Ebitda ficou em 24,7%. “Essa forte recuperação é resultado da Margem Ebitda da Supplier, que subiu de 17,4% no segundo trimestre de 2023 para 43,8%”, afirma a Totvs.

A provisão para perda esperada representou 0,48% da carteira bruta de crédito, 10 pontos base acima do mesmo período de 2022 e 11 pontos base acima do segundo trimestre de 2023. “Observamos uma redução em todas as faixas de 1 a 90 dias dos direitos creditórios vencidos”, relatou a Totvs.

Os resultados da Totvs (BOV:TOTS3) referentes às suas operações do terceiro trimestre de 2023 foram divulgados no dia 07/11/2023.

VISÃO DO MERCADO

Bradesco BBI

A Totvs ainda reportou resultados do 3T23 com Ebitda ajustado (incluindo 50% da divisão Techfin) de R$ 295 milhões (comparável a R$ 258 milhões no 2T23), superando as expectativas do BBI de R$ 269 milhões e números de consenso de R$ 276 milhões.

“Os resultados foram fortes nas suas divisões principais, com receitas recorrentes de Gestão crescendo 17,5% em um ano (ligeiramente abaixo de 19% no trimestre anterior), juntamente com alguma expansão das margens. Vale ressaltar que a empresa reportou maior capitalização de custos (notadamente aquisição de intangíveis/ágio) no trimestre, resultando emuma geração de caixa de R$ 42 milhões, bem abaixo do EBITDA. Por fim, a empresa também anunciou a recompra de até 18 milhões de ações (2,9% do total de ações) em 12 meses”, ressalta o banco.

O BBI destaca o bom momento contínuo em suas divisões principais, juntamente com o programa de recompra anunciado pela empresa e vê os múltiplos sendo sustentados pelo crescimento dos lucros nos próximos trimestres, embora com espaço um tanto limitado para expansão adicional dos múltiplos no curto prazo, na ausência de surpresas positivas adicionais.

Citi

Para o Citi, a Totvs apresentou resultados positivos no terceiro trimestre, superando expectativas do mercado, mostrando boa evolução nos serviços financeiros e controle de despesas, diz o Citi.

Os analistas Gabriel Gusan, Karina Salva Martins e Maria Guedes escrevem que a companhia continua entregando números robustos nos negócios de softwares de gestão e em performance de negócios.

“Acreditamos que os resultados podem aumentar o otimismo em torno da empresa”, comentam. O Ebitda de R$ 295 milhões mostrou uma alta de 18% na comparação anual, destaca o banco.

O Citi também tem recomendação de compra para Totvs, com preço-alvo em R$ 36.

Ontem, após o fechamento do mercado, a companhia divulgou que registrou um lucro líquido de R$ 428 milhões no terceiro trimestre, quase três vezes o lucro reportado no mesmo intervalo do ano anterior (alta de 187%).

Itaú BBA

O Itaú BBA aponta que os resultados da Totvs no terceiro trimestre foram positivos. Os analistas ficaram em dúvida se classificariam o conjunto de números como “bom” ou “ótimo”, mas têm a certeza que “comprariam” as ações da empresa de qualquer maneira.

“O bom desempenho no segmento de gestão empresarial, com novas vendas líquidas e conversão, e outra grande aceleração no segmento de desempenho empresarial (para 39% ano a ano) apoiam esta visão. No entanto, o segmento techfin pode ser a diferença entre um bom e um excelente trimestre”, diz o relatório assinado por Thiago Kapulskis e equipe.

A enorme diferença entre o resultado obtido em relação às estimativas do banco foi impulsionada pela força incomum da divisão techfin, disseram.

“Analisando os resultados, descobrimos que a surpresa positiva não veio do melhor custo de captação (bom, mas esperado) ou de originação (impulsionado pela sazonalidade, mas em linha). Foi a margem de juros líquida de crédito muito elevada (4,9%), muito melhor que o terceiro trimestre do ano passado, o que impulsionou receitas muito superiores”, reforça o relatório.

“Independente do resultado, continuamos gostando da Totvs. Acreditamos também que o momento poderá finalmente melhorar para a empresa após algumas revisões para cima que estão por vir, que são importantes para o funcionamento da ação”, diz o documento.

O Itaú BBA mantém a recomendação de compra e o preço-alvo de R$ 36.

XP Investimentos

A XP aponta que a Totvs reportou resultados sólidos no terceiro trimestre, com lucro acima do esperado. A Receita Líquida Consolidada (líquida custos de funding) atingiu R$ 1,2 bilhão, em linha com a projeção da casa, impactada positivamente pelas dimensões de Gestão e BP. As receitas recorrentes cresceram 19,5% ano a ano.

O lucro líquido ajustado atingiu R$ 201 milhões, 23,3% acima do que projetava, devido aos fortes resultados em todas as dimensões. A XP mantém recomendação de Compra e Preço-Alvo para 2024 de R$ 39.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente

Delayed Upgrade Clock