ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

PMI industrial do Brasil alcança o nível mais alto em 20 meses

LinkedIn

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial do Brasil avançou de 52,8 em janeiro para 54,1 em fevereiro e atingiu assim o maior patamar em 20 meses, informou nesta sexta-feira (1) a S&P Global. O valor principal também ficou bem acima da média de longo prazo do indicador, de 50,6.

Segundo Pollyanna De Lima, diretora associada de Economia da S&P Global Market Intelligence, foram registrados aumentos mais expressivos nos pedidos às fábricas e na produção, o que até agora é um bom sinal para o desempenho do primeiro trimestre.

“Dados mostraram que o excelente desempenho das empresas nas vendas foi alcançado principalmente por uma melhoria na demanda interna, uma vez que os pedidos para exportação caíram a uma taxa mais acentuada”, ponderou em nota.

Segundo ela, a maior parte da deterioração nas vendas internacionais se concentrou na América do Sul, embora os participantes da pesquisa também tenham observado enfraquecimentos na Europa, no Japão e nos EUA.

“Com as empresas dispostas a buscar fornecedores alternativos para reduzir os atrasos nas entregas, os prazos ficaram praticamente estáveis em fevereiro. Isso colaborou para a primeira expansão nos estoques de insumos em seis meses e refreou um pouco as pressões sobre os custos”, explicou.

Ela disse ainda que, apesar dos aumentos mais acelerados nos custos de insumos e nos preços dos bens finais, as taxas de inflação permaneceram moderadas e consideravelmente abaixo daquelas registradas em 2022. “Isso é um bom prognóstico para novos cortes na taxa básica de juros nos próximos meses.”

Deixe um comentário