ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Ex-engenheiros da SpaceX processam Elon Musk por assédio sexual e retaliação

LinkedIn

Ex-engenheiros da SpaceX entraram com um processo contra Elon Musk, CEO da Tesla (NASDAQ:TSLA), em um tribunal da Califórnia, alegando assédio sexual e retaliação. Os ex-funcionários afirmam que Musk criou um ambiente de trabalho hostil com fotografias, memes e comentários sexuais, e que colegas de trabalho imitavam suas postagens no Twitter, aumentando o assédio.

A Tesla também é negociada na B3 através da BDR (BOV:TSLA34).

Após Musk ridicularizar publicamente as acusações, os trabalhadores elaboraram uma carta aberta em 2022 criticando seu comportamento e a cultura da empresa, resultando em suas demissões. Eles alegam que Musk pessoalmente decidiu demiti-los sem investigação adequada.

A SpaceX, que já havia negado irregularidades e alegado que as demissões seguiram políticas internas, não comentou o processo. Este novo processo segue uma reclamação anterior ao Conselho Nacional de Relações Trabalhistas dos EUA (NLRB), que também encontrou retaliação ilegal por parte da SpaceX.

Além disso, o Wall Street Journal relatou alegações de avanços sexuais de Musk a mulheres na SpaceX, incluindo uma ex-estagiária. A presidente da SpaceX, Gwynne Shotwell, defendeu Musk contra essas alegações.

Os ex-funcionários receberam recentemente do Departamento de Direitos Civis da Califórnia o direito de processar, permitindo que avançassem com suas reivindicações judiciais.

Deixe um comentário