A Notre Dame Intermédica anunciou a aquisição do hospital Lifecenter, em Belo Horizonte (MG), por R$ 240 milhões, equivalente a aproximadamente R$ 1,2 milhão por leito. O valor será pago à vista, descontado o endividamento líquido e uma parcela retida para contingências.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:GNDI3) nesta quarta-feira pela manhã (09). O hospital está entre as instituições mais reconhecidas de Belo Horizonte, certificado pela Joint Comission International (JCI) e ONA3. A companhia passará a deter, de forma indireta, 100% das ações do Hospital Lifecenter.

O Hospital Lifecenter opera uma estrutura de alta complexidade com 250 leitos, sendo 40 de UTI, 13 salas cirúrgicas e 12 consultórios de pronto socorro, além de ressonância magnética, tomografia, ultrassonografia, endoscopia, radiografia e laboratório de análises clínicas. Em 2019, o Hospital Lifecenter apresentou faturamento líquido de R$ 153,9 milhões.

O plano de integração prevê sinergias operacionais e administrativas com as demais operações adquiridas no Estado de Minas Gerais, em especial Belo Horizonte, afirma a Notre Dame, e irá aumentar a oferta comercial de produtos de planos de saúde GNDI verticalizados na região, segundo informou a empresa em nota. A consumação da Transação está sujeita à aprovação prévia do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Lucro da NotreDame Intermédica sobe 97,8% no 3T20

A NotreDame Intermédica registrou um avanço de 97,8% no lucro líquido atribuído aos acionistas da companhia no terceiro trimestre, para R$ 197,2 milhões, ante o mesmo intervalo de 2019.

A receita líquida cresceu 24%, para R$ 2,7 bilhões, no comparativo anual, resultado do crescimento das linhas de negócio de planos de saúde e odontológicos.

A empresa registrou uma queda de 2 pontos percentuais na sinistralidade caixa, para 68,8%, no terceiro trimestre, ante o mesmo intervalo de 2019. A redução, de acordo com a companhia, é fruto de uma maior verticalização de custos dentro da rede própria e a extração de sinergias de custos das empresas adquiridas. Ao longo de 2020, a NotreDame adquiriu 12 hospitais, quem totalizam 1.097 mil beneficiários e 859 leitos.

Além disso, a empresa registrou aumento do ticket médio de saúde mensal, de R$ 220,7 para R$ 229,1, uma variação de 3,8%. O avanço é resultado do aumento do preço médio orgânico de 5,9%, fruto dos reajustes contratuais e mix de produtos mais verticalizados, além do impacto cheio da aquisição da Clinipam, com ticket inferior ao da NotreDame.