A BRF cria cargo de Vice-Presidência de Novos Negócios, que será liderada por Marcel Sacco, executivo com extensa carreira construída, principalmente, em empresas de consumo no segmento alimentício.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:BRFS3)nesta segunda-feira (22).

Antes de assumir seu novo desafio profissional na BRF, Marcel Sacco foi diretor geral das Operações para Brasil e América Latina na The Hershey Company. Também trabalhou na Schincariol, CadburyAdams, Telefônica, Parmalat, Bauducco e Ceval.

Marcel é formado em Marketing pela ESPM, possui Pós-graduação em Administração de Empresas com foco em Finanças pela Fundação Getúlio Vargas e Especialização em Marketing pelo International Institute for Management Development, em Lausanne na Suíça. Concluiu o Programa de Liderança Executiva do Centro de Liderança Criativa, em San Diego nos Estados Unidos, além do Programa de Gestão Avançada, e possui curso de extensão “Liderando Times de Alta Performance/Liderança Organizacional”, pela Fundação Dom Cabral. É conselheiro da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos , de uma empresa farmacêutica, além de ser voluntário nas ONGs Gerando Falcões e Casa do Zezinho.

A nova vice-presidência, criada para suportar a estratégia de longo prazo da Companhia, denominada Visão 2030, será responsável pelas iniciativas de PET Foods, Substitutos de Carne e Snacks, além da área Inovação, Segmentos Ingredients e Pratos Prontos.

Lucro líquido de R$ 1,39 bilhão em 2020, alta de 14,6%

A BRF registrou lucro líquido de R$ 1,39 bilhão, elevação de 14,6% em relação a 2019, quando faturou R$ 1,21 bilhão.

A receita líquida cresceu 18% em 2020, para R$ 39,47 bilhões, ante R$ 33,44 bilhões em 2019. O ebitda recuou 2,5% na mesma comparação, para R$ 5,18 bilhões.

4T20

A processadora de carnes BRF teve lucro líquido de R$ 902 milhões no quarto trimestre, acima da média das expectativas dos analistas de R$ 572 milhões, com impulso da forte demanda da China e no Brasil. A alta foi de 30,8% em relação aos R$ 690 milhões em igual período de 2019.

O Ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 1,496 bilhão, excluindo efeitos fiscais, o que veio em linha com a previsão dos analistas.

A receita líquida teve alta de 23,5%, para R$ 11, 47 bilhões. No Brasil, a companhia aumentou a receita líquida em 25,8%, para R$ 6,39 bilhões. O ebitda ajustado aumentou 30,9%, para R$ 1,1 bilhão, enquanto a margem aumentou 0,7 ponto percentual ante ao trimestre anterior, para 17,2%.

BRF S/A ON (BOV:BRFS3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2021 até Jan 2022 Click aqui para mais gráficos BRF S/A ON.
BRF S/A ON (BOV:BRFS3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2021 até Jan 2022 Click aqui para mais gráficos BRF S/A ON.