A Embraer firmou aditivos a contratos firmados com a Força Aérea, reduzindo de 28 para 22 o número total de aeronaves KC-390 Millennium a serem entregues.

O fato relevante foi feito pela companhia (BOV:EMBR3) nesta quarta-feira (09).

A decisão ocorreu após “intensa tratativas entre as partes”, segundo o fato relevante. Em novembro, a companhia confirmou a intenção da União de reduzir unilateralmente em 25% o valor total dos contratos firmados em 2014.

A administração da Embraer estima que a medida gerará uma redução na carteira de pedidos firmes de aproximadamente US$ 500 milhões. A fabricante destaca ainda que os aditivos poderão gerar impacto imediato nos resultados operacionais de até US$ 50 milhões e estarão refletidos nas demonstrações financeiras de 2021, sem efeito imediato no caixa da companhia. No entanto, pontua que mesmo com os impactos em 2021, o atingimento do guidance apresentado para o ano passado não será comprometido.

“A Embraer reforça seu compromisso com o projeto KC-390/C-390 Millennium, aeronave multimissão de nova geração, bem como sua crença no potencial de exportação deste produto, que traz inovações únicas em sua categoria e que já foi adquirido por duas nações europeias”, finaliza.

Em novembro, conforme reportagem do Estadão/Broadcast, a Aeronáutica decidiu, unilateralmente, reduzir o contrato firmado com a Embraer para a compra de aeronaves do modelo KC-390 Millennium.

Informações Broadcast

EMBRAER ON (BOV:EMBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2022 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos EMBRAER ON.
EMBRAER ON (BOV:EMBR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2021 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos EMBRAER ON.