A operadora de shopping centers Multiplan registrou lucro líquido de R$ 213,6 milhões no quarto trimestre do ano passado, o que representa alta de 45,5% em relação ao mesmo período de 2020. O resultado foi impulsionado por fatores como o volume de vendas no Natal e o avanço dos aluguéis de lojistas.

Na comparação com o quarto trimestre de 2019, período pré-pandemia, a empresa elevou em 50,1% o lucro.

Segundo a empresa foi beneficiada pelo crescimento da receita no trimestre e menor carga tributária, parcialmente compensados por maiores despesas financeiras.

A receita líquida da operadora de shopping centers cresceu 47,8% na mesma base de comparação, para R$ 445,7 milhões.

Do faturamento total no último trimestre do ano, R$ 442,2 milhões são referentes à receita de locação, montante 37,8% acima do registrado no mesmo período de 2020.

O Resultado Operacional Líquido (NOI) encerrou o trimestre com recorde histórico de R$386,7 milhões, 52,3% superior ao 4T20 e 16,1% acima do 4T19, com margem de 88,1%, mais uma vez, atingindo a maior margem desde o início da pandemia, fruto da receita operacional recorde de R$439,0 milhões no trimestre. Em 2021, o NOI atingiu R$1.118,9 milhões, 17,4% acima de 2020 e 6,9% abaixo de 2019.

O FFO (lucro líquido excluindo depreciação, amortização e efeitos não caixa) atingiu R$ 308,277 milhões, aumento de 56,8%. A margem FFO subiu de 65,2% para 69,2%.

Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – somou R$ 285,196 milhões, crescimento de 91,7% na mesma base de comparação. A margem Ebitda cresceu de 49,3% para 64,0%.

A companhia apresentou dívida líquida de R$ 2,483 bilhões no quarto trimestre, crescimento de 9,7% em relação ao terceiro trimestre. Nesse período, a dívida bruta baixou 5,2%, para R$ 3,267 bilhões, e os recursos em caixa diminuíram 33,6%, para R$ 783,3 milhões. A alavancagem (medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda) diminuiu de 3,36 vezes para 3,06 vezes.

Vendas nas lojas

A Multiplan informou que, pela primeira vez desde a chegada da pandemia, as vendas nos shoppings já supera os níveis de 2019, quando a crise sanitária ainda não havia se instalado no País.

As vendas totais dos lojistas somaram R$ 5,6 bilhões no quarto trimestre de 2021. O montante foi 29,8% superior ao registrado nos mesmos meses de 2020, e também superaram em 8,1% o registrado no mesmo intervalo de 2019.

Segundo a Multiplan, 14 dos seus 20 empreendimentos tiveram aumento nas vendas em relação aos níveis pré-pandêmicos nos últimos três meses do ano passado. Os destaques foram o Parque Shopping Maceió e o Village Mall, com altas de 24,1% e 22,3%, respectivamente.

A recuperação continuou em janeiro. As vendas no mês somaram R$ 1,2 bilhão, crescimento de 42,6% em relação a janeiro de 2021 e expansão de 4,4% em relação ao mesmo mês de 2019.

No caso das vendas nas mesmas lojas (que consideram apenas as lojas abertas no mesmo intervalo) houve crescimento de 10,3% na comparação entre o quarto trimestre de 2021 e o mesmo período de 2019. O aluguel nas mesmas lojas subiu 41,4% nessa mesma base de comparação.

A ocupação dos shoppings fechou 2021 em 95,3%, ante 95,8% um ano antes. Por sua vez, a inadimplência dos lojistas baixou para 4,6% de 5,8%.

Os resultados da Multiplan (BOV:MULT3) referente a suas operações do quarto trimestre de 2021 foram divulgados no dia 10/02/2021. Confira o Press Release completo!

Teleconferência

A Multiplan, maior empresa do segmento que tem capital aberto no país, está de olho nas oportunidades, mas não significa que vai se movimentar.

“Esse movimento de consolidação que está acontecendo é algo natural e que ia se intensificar alguma hora”, diz Armando d’Almeida Neto, vice-presidente da Multiplan,

“Estamos sempre olhando boas oportunidades de investimento, mas precisamos ser seletivos com bons pontos porque o conceito de shopping center evoluiu. Não é mais aquele centro comercial fechado, precisa ter uma série de amenidades e estar dentro das novas tendências de consumo para trazer valor ao consumidor”, afirma.

A companhia assinou um acordo de confidencialidade com o Itaú BBA para avaliar ativos do BR Malls, de acordo com apuração do Pipeline, o site de negócios do Valor. D’Almeida não comenta o caso em específico, mas diz que faz parte da estratégia da Multiplan. “Nosso portfólio é forte e visamos o melhor uso de capital para nossos acionistas.”

O vice-presidente da Multiplan afirma que, com a aceleração da digitalização que a pandemia trouxe, os lojistas passaram a usar serviços de entrega de outras empresas, tornando o Delivery Center obsoleto no mercado.

“Empresas que realizam essa ‘última milha’ acabaram ocupando o espaço do Delivery Center muito bem, os lojistas passaram seus estoques para marketplaces próprios ou de terceiros, o que nos levou a essa decisão de descontinuar o investimento”, comenta.

“O quarto trimestre foi o primeiro desde o início da pandemia em que pudemos operar com horários normais de funcionamento, apesar de persistirem algumas outras restrições”, diz d’Almeida Neto.O executivo destaca que a companhia sentiu um aumento nos custos de ocupação por causa dos aluguéis.

“Quando você tem um componente fixo muito grande, como os aluguéis, isso é compensando com o quanto mais você vende, acaba não ficando tão pesado no bolso, reduzindo o impacto do custo de ocupação nos lojistas”, afirma.

“Na última grande crise conseguimos otimizar nossas operações com boa gestão de negócios e ganhamos participação de mercado. Isso ajuda a superar PIB ruim, dólar alto, atraindo o consumidor aos shoppings mesmo em crise, o que se converte em alta nas vendas”, diz.

VISÃO DO MERCADO

Ativa Investimentos

A Multiplan reportou mais um trimestre de sólido avanço em seu resultado operacional, com a receita de locação superando nossas estimativas em 10,3%, atingindo o nível recorde de R$ 442,2 mi (+29,4% vs 4T19) e com um SSR de 41,4% vs 4T19.

. No trimestre que foi marcado pelo retorno de 100% dos shoppings funcionando em horário regular, as vendas dos lojistas superaram os patamares de 2019 pela primeira vez em dois anos, alcançando o recorde de R$ 5,6 bi e ficando 8,1% acima do reportado no 4T19.

A taxa de ocupação também segue sua trajetória de recuperação e atingiu 95,3% no trimestre. O ponto de atenção fica para a elevação do custo de ocupação que, apesar da forte evolução nas vendas, ficou em 12,7% (+ 1,1 p.p YoY), acima da média histórica.

Corroborando com seu sólido histórico, a Multiplan tem conseguido repassar de forma consistente a inflação do período para os lojistas, apesar do forte efeito do IGP-DI do período.

As vendas estão se recuperando expressivamente e o fluxo de pessoas está, aos poucos, voltando ao normal. No entanto, embora as vendas tenham superado os níveis de 2019, o custo de ocupação se elevou no trimestre, ficando em um patamar elevado em relação à média histórica, principalmente por conta do aumento dos alugueis.

Caso essa dinâmica se mantenha, isso pode ser refletido em maior taxa de inadimplência em um futuro breve e em um recuo na taxa de ocupação dos shoppings.

Porém, apesar da forte evolução, ainda enxergamos espaço para ampliação nas vendas à medida que o fluxo de pessoas se recupera, com uma maior parcela da população vacinada com a terceira dose e a consequente redução no número de casos de covid-19.

Ativa mantém recomendação de compra com preço-alvo a R$ 27,20…

BTG Pactual

Esperamos uma reação positiva do mercado aos resultados da Multiplan no 4T21.

Embora as ações já estivessem com um desempenho muito bom após a divulgação de fortes números operacionais (+30% nos últimos 30 dias), os resultados do 4T21 comprovam que o portfólio da Multiplan se recuperou totalmente dos impactos do Covid19 e já está crescendo muito.

Um 4º trimestre forte também deve conduzir uma revisão de lucro para cima pelo Street (inclusive nós), uma vez que uma grande parte do mercado foi muito conservadora no ritmo de recuperação.

Temos rating Neutro na Multiplan (negociando a 17x P/FFO 2022E), mas planejamos atualizar nossos números em breve, incluindo um cenário mais positivo para os aluguéis dos shoppings.

BTG Pactual tem recomendação neutra com preço-alvo de R$ 31,00…

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

MULTIPLAN ON (BOV:MULT3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2022 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos MULTIPLAN ON.
MULTIPLAN ON (BOV:MULT3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2021 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos MULTIPLAN ON.