A Enauta informou que, em setembro de 2023, a produção total da companhia atingiu 40,6 mil barris de óleo equivalente (boe), queda de 79,4% em relação ao mês de agosto, quando produção total atingiu 197,1 mil barris de óleo equivalente (boe).

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:ENAT3) nesta sexta-feira (13).

Em setembro, a produção do Campo de Atlanta permaneceu interrompida para a substituição de componentes elétricos dos equipamentos de bombeio submarino do Sistema Piloto.

Segundo a companhia, o primeiro módulo de bombeio estará disponível na última semana de outubro, sendo que a instalação está sujeita à disponibilidade de embarcação e a condições de mar. Com isso, a produção deverá ser retomada em novembro.

“Adicionalmente, com o intuito de aumentar a confiabilidade do Sistema Piloto, foi contratado módulo de bombeio com tecnologia distinta, e com instalação prevista para janeiro de 2024”, explicou a petroleira.

No mês também foi iniciada a campanha para ancoragem da plataforma, consistindo na instalação de estacas de fixação para linhas flexíveis do sistema submarino e de âncoras-torpedo.

A petroleira afirmou que o primeiro óleo a partir do FPSO Atlanta segue previsto para agosto de 2024 – em linha com a execução física e financeira do cronograma.

“Mais de 99% dos itens previstos já estão contratados, incluindo novos módulos de bombeio de caráter permanente, que possuem tecnologia no estado da arte e comprovada robustez superior”, destacou.

Com relação ao Campo de Manati, a produção de setembro refletiu a sazonalidade do mercado, o que reduziu a demanda de gás. Nesse período, assegurou-se a receita mínima, conforme as condições contratuais de take-or-pay em vigor, ressaltou a Enauta.

Informações Financenews
ENAUTA ON (BOV:ENAT3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Fev 2024 até Mar 2024 Click aqui para mais gráficos ENAUTA ON.
ENAUTA ON (BOV:ENAT3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mar 2023 até Mar 2024 Click aqui para mais gráficos ENAUTA ON.