A Copel registrou baixa de 16% no lucro líquido no primeiro trimestre de 2024 em relação a igual período de 2023, saindo de R$ 635,5 milhões para R$ 533,5 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 1,399 bilhão, queda anual de 16%. Isso levou a uma queda da margem Ebitda de 3,1 p.p. (pontos percentuais), para 25,8%.

A companhia explica que a redução é reflexo, sobretudo, do “menor preço médio de energia vendida pela Copel GeT, parcialmente compensado pelo aumento da receita da Copel Distribuição em função do crescimento de 7,9% no mercado fio faturado da sua área de concessão”.

A receita líquida somou R$ 5,417 bilhões no primeiro trimestre de 2024 , crescimento de 2,8% na comparação com igual etapa de 2023.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 268,2 milhões no primeiro trimestre de 2024, uma redução de 18,5% sobre as perdas financeiras da mesma etapa de 2023.

Em 31 de março de 2024, a dívida líquida ajustada da companhia era de R$ 8,819 bilhões. O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 2,0 vez em março/24, queda de 0,5 p.p. em relação ao mesmo período de 2023.

Os resultados da Copel (BOV:CPLE3) (BOV:CPLE6) referentes às suas operações do primeiro trimestre de 2024 foram divulgados no dia 08/05/2024.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão
COPEL PNB (BOV:CPLE6)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mai 2024 até Jun 2024 Click aqui para mais gráficos COPEL PNB.
COPEL PNB (BOV:CPLE6)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jun 2023 até Jun 2024 Click aqui para mais gráficos COPEL PNB.