Semanário Bovespa: Ibovespa inicia dezembro com baixa de quase três por cento

LinkedIn

São Paulo, 06 de Dezembro de 2013 – A mês de dezembro começou down pro Mercado Bovespa. Seu principal índice, o Ibovespa, registrou uma perda acumulada de 2,93% nos primeiros cinco pregões do mês, fechando cotado aos 50.944 pontos. No ano, o índice ainda acumula uma perda de 16,42%.

 

Segunda-Feira (02/12/2013) – Ibovespa apanha forte com incrível queda nas cotações da Petrobras

 

Nesta segunda-feira, primeiro pregão de dezembro no Mercado Bovespa, os investidores manifestaram toda sua frustração em relação ao atual conselho gestor da Petrobras. Depois de muito se especular nos últimos meses sobre um novo reajuste nos preços dos combustíveis (que de fato acabou ocorrendo na última sexta-feira) e, mais do que isso, sobre uma definição quanto a uma política de reajuste justa e dentro da realidade de mercado, veio a frustração.

Leia mais

 

Terça-Feira (03/12/2013) – Ibovespa atinge o menor nível dos últimos três meses

 

O principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo atingiu seu menor patamar de valor dos últimos três meses. Na véspera o índice já tinha registrado uma forte queda muito influenciado pelo derretimento das ações da Petrobras. No pregão desta terça-feira a tendência de queda se repetiu, mesmo com os investidores (principalmente os estrangeiros) comprando ativamente as ações da estatal brasileira, muito mais em virtude do baixo preço do que de novas perspectivas de lucro da companhia. O motivo da nova queda foi principalmente atribuído à constante fonte de decepção que se transformou a política econômica brasileira. Seus resultados têm sido catastróficos. O último resultado divulgado foi o crescimento do PIB referente ao terceiro trimestre que, mais uma vez, decepcionou.

Leia mais

 

Quarta-Feira (04/12/2013) – Ibovespa fecha novamente em baixa após Livro Bege e pronunciamento da Petrobras

 

Mais do mesmo, o Ibovespa fechou nesta quarta-feira mais uma vez em queda, cotado aos 50.215 pontos. Foi a terceira queda seguida do principal índice de ações do Brasil. Desta vez, no entanto, a queda de 0,26% foi bem menor que as anteriores. O giro financeiro do pregão foi de R$ 6,3 bilhões.

Mais uma vez a Petrobras foi protagonista dos movimentos do índice. Os investidores não gostaram da confirmação de que os futuros esporádicos reajustes dos preços dos combustíveis no Brasil não serão automáticos, como muitos insistiam em afirmar. Isso é mais um sinal da forte influência do governo federal e de sua política econômica pra lá de contestada sobre o conselho gestor da empresa.

Leia mais

 

Quinta-Feira (05/12/2013) – Ibovespa fecha em alta pela primeira vez em dezembro

 

Ainda há vida no mercado brasileiro. E não é pra menos, após três dias seguidos de queda, sendo uma delas bastante intensa, era natural que o preço de algumas ações estivessem bem atrativos. Foi o que aconteceu no pregão desta quinta-feira, quando os investidores foram às compras e elevaram o Ibovespa para os 50.654 pontos, uma alta 1,14%.

Leia mais

 

Sexta-Feira (29/11/2013) – Ibovespa fecha em alta pelo segundo pregão consecutivo

 

O principal índice do mercado de ações da BM&FBovespa fechou em alta pelo segundo pregão consecutivo, impulsionado pela recuperação de algumas ações, como as da própria Bm&FBovespa e as da LLX. O mercado também reagiu (surpreendentemente) bem aos dados positivos sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos.

Nesta sexta-feira, o Ibovespa fechou com alta de 0,31%, cotado em 50.944 pontos. O giro financeiro do pregão somou R$ 6,1 bilhões.

Leia mais

Deixe um comentário