IPC-M sobe 1,35% e mostra aumento de poder de compra do consumidor brasileiro no início do ano

LinkedIn

Rio de Janeiro, 29 de Janeiro de 2015 – O Índice de Preços ao Consumidor – Mercado (IPC-M), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), registrou variação de 1,35% em janeiro. No mês anterior, o indicador havia registrado alta 0,76%. O IPC-M avalia o poder de compra do consumidor brasileiro, mensurando os preços de oito grupos de bens e serviços entre o dia 21 do mês anterior e o dia 20 do mês de referência da apuração.

No período compreendido entre 21 de Dezembro de 2014 e 20 de Janeiro de 2015, seis das oito classes de despesa que compõem o índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. O principal responsável pela aceleração do IPC-M em janeiro foi o grupo Alimentação, que registrou alta de 1,66% no primeiro mês do ano, ante uma valorização de 0,85% em dezembro. Dentro desse grupo de despesa, vale mencionar o comportamento dos itens: hortaliças e legumes (de 5,59% para 13,68%).

Também apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Habitação (de 0,79% para 1,59%), Transportes (de 0,73% para 1,48%), Educação, Leitura e Recreação (de 1,23% para 2,35%), Despesas Diversas (de 0,19% para 1,26%) e Comunicação (de 0,53% para 0,55%). Nestas classes de despesa, destacaram-se os itens: tarifa de eletricidade residencial (de 3,33% para 7,29%), tarifa de ônibus urbano (de -0,04% para 5,38%), cursos formais (de 0,00% para 5,62%), cigarros (de -0,08% para 1,96%) e pacotes de telefonia fixa e internet (de 0,52% para 1,74%), respectivamente.

Em contrapartida, apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Vestuário (de 0,59% para 0,00%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,56% para 0,31%). Na primeira classe de despesa, vale citar o comportamento do item roupas (de 0,83% para -0,13%), e na segunda, artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,24% para -0,40%), respectivamente.

Índice de Preços ao Consumidor (IPC) é um índice referência para avaliação do poder de compra do consumidor brasileiro. Sua pesquisa de preços se desenvolve diariamente, cobrindo as sete principais capitais do país.

Notícias Relacionadas

– IPC-M acelera no início de 2015 e acumula inflação de 7,27% nos últimos 12 meses

– Tarifa de energia e preço da batata-inglesa foram os itens que mais pesaram sobre a aceleração do IPC-M de Janeiro

Deixe um comentário