IPC-10 registra alta de 0,76% em Novembro de 2015

LinkedIn

O Índice de Preços ao Consumidor – 10 (IPC-10), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), registrou variação de 0,76% em novembro. No mês anterior, o indicador havia registrado alta de 0,59%. O IPC-10 avalia o poder de compra do consumidor brasileiro, mensurando os preços de oito grupos de bens e serviços entre o dia 11 do mês anterior e o dia 10 do mês de referência da apuração.

No período compreendido entre 11 de Outubro de 2015 e 10 de Novembro de 2015, cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação, com destaque para o grupo Transportes (0,75% para 1,60%). Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item gasolina (1,10% para 4,27%).

Também apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Alimentação (0,58% para 0,77%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,52% para 0,65%), Comunicação (0,19% para 0,25%) e Despesas Diversas (0,08% para 0,10%). Nestas classes de despesa, destacam-se os itens: hortaliças e legumes (-7,18% para -1,78%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,33% para 0,79%), tarifa de telefone móvel (-0,04% para 0,43%) e acesso à internet em loja (0,03% para 0,15%) , respectivamente.

Em contrapartida, apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Educação, Leitura e Recreação (0,47% para 0,25%), Habitação (0,67% para 0,61%) e Vestuário (0,73% para 0,70%). Nestas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: passagem aérea (9,10% para -0,02%), gás de bujão (10,90% para 3,77%) e acessórios do vestuário (1,40% para 0,76%), respectivamente.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário