Dólar sobe forte pelo segundo dia seguido nesta terça-feira, puxado por petróleo, processo de impeachment e Banco Central

LinkedIn

O dólar voltou a subir forte nesta terça-feira, reagindo a mais uma forte baixa nos preços do petróleo, à crescente preocupação dos investidores internacionais sobre quando e quanto o banco central norte-americano promoverá a elevação da taxa básica de juros dos Estados Unidos, à nova intervenção do banco central brasileiro no mercado de câmbio local e, mais uma vez, à incerteza do cenário político brasileiro. Com tudo isso, a moeda norte-americana emplacou o segundo dia consecutivo de forte valorização.

Em 2016, após sessenta e quatro pregões, o dólar acumula uma queda de 6,76% ante o real. São vinte e nove pregões de alta contra trinta e cinco de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,9470 para compra e a R$ 3,9480 para venda.

No mês abril, após três pregões, a moeda norte-americana acumula uma valorização de 2,36%. Foram um pregão de baixa contra dois de alta. No último pregão de março, o dólar fechara cotado a R$ 3,5935 para compra e a R$ 3,5963 para venda.

 

Dólar Hoje

O dólar subiu 1,86% ante o real nesta terça-feira, 05 de abril de 2016, negociado a R$ 3,6804 para compra e a R$ 3,6810 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 3,6310 (valor mínimo) e R$ 3,6804 (valor máximo).

É o maior valor de fechamento da divisa dos Estados Unidos desde 24 de março, quando o dólar também havia fechado a R$ 3,6793 para compra e a R$ 3,6812 para venda.

 

Cenário Internacional

No cenário externo, os investidores continuam atentos aos dados sobre a economia dos Estados Unidos (EUA).

Todos querem saber se e quando o Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano elevará a taxa básica de juros do país ainda este ano.

Juros mais altos nos EUA tendem a atrair recursos atualmente investidos em ativos de países emergentes, como o Brasil.

Nesta sessão, o dólar voltou a ganhar força contra as principais moedas emergentes, reflexo do tombo dos preços do petróleo e de expectativas de altas de juros nos Estados Unidos neste ano.

 

Cenário Nacional

No cenário local, os investidores continuaram de olho no cenário político.

Após semanas de euforia com a perspectiva de troca no governo – algo que muitos investidores avaliam como o primeiro passo para a retomada da confiança –, parte do mercado passou a adotar estratégias mais cautelosas nos últimos dias em meio à crescente incerteza em relação ao processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Na véspera, o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, pediu que o processo de impeachment seja considerado nulo por ferir a Constituição, em pronunciamento na comissão do impeachment da Câmara dos Deputados.

Ainda ontem, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki rejeitou duas ações que pediam a suspensão da nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil. Investidores entendem que Lula pode ter mais facilidade para angariar apoio no Congresso Nacional para reduzir as chances de impeachment.

Hoje, outro membro do STF, o ministro Marco Aurélio Mello, decidiu que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, deve dar seguimento ao pedido de abertura de impeachment contra o vice-presidente da República, Michel Temer. Ele seria o primeiro na linha sucessória de Dilma Rousseff em caso de impedimento.

 

Banco Central

Outro fator que vem concentrando a atenção dos investidores é a estratégia de intervenções sobre o mercado de câmbio brasileiro do Banco Central (BC).

Mesmo com a pressão de alta sobre os preços da moeda norte-americana nesta sessão, o Banco Central brasileiro voltou a vender a oferta total de até 5.960 contratos de swap reverso, que equivalem a compra futura de dólar, em leilão. O lote ofertado, porém, foi menor do que nas operações desse tipo conduzida nos últimos dias.

O BC vendeu também novamente a oferta integral de até 5.500 contratos em leilão de rolagem dos swaps tradicionais, que equivalem à venda futura de dólares. Com isso, repôs US$ 804,2 milhões, ou cerca de 8% do lote do mês que vem, que corresponde a US$ 10,385 bilhões.

 

Variação da Cotação do Dólar Comercial em 05 de Abril de 2016

Hora Compra Venda Variação % Variação Máximo Mínimo
16:59:00 3,6804 3,6810 1,86% 0,0672 3,6804 3,6310
16:49:00 3,6689 3,6695 1,54% 0,0557 3,6787 3,6310
16:39:00 3,6669 3,6675 1,49% 0,0537 3,6787 3,6310
16:29:00 3,6694 3,6713 1,59% 0,0575 3,6787 3,6310
16:19:00 3,6688 3,6697 1,55% 0,0559 3,6787 3,6310
16:09:00 3,6713 3,6719 1,61% 0,0581 3,6787 3,6310
15:59:00 3,6682 3,6688 1,52% 0,0550 3,6787 3,6310
15:49:00 3,6699 3,6717 1,60% 0,0579 3,6787 3,6310
15:39:00 3,6676 3,6686 1,52% 0,0548 3,6787 3,6310
15:29:00 3,6697 3,6722 1,62% 0,0584 3,6787 3,6310
15:19:00 3,6633 3,6642 1,40% 0,0504 3,6787 3,6310
15:09:00 3,6611 3,6626 1,35% 0,0488 3,6787 3,6310
14:59:00 3,6624 3,6644 1,40% 0,0506 3,6787 3,6310
14:49:00 3,6622 3,6637 1,38% 0,0499 3,6787 3,6310
14:39:00 3,6626 3,6636 1,38% 0,0498 3,6787 3,6310
14:29:00 3,6551 3,6556 1,16% 0,0418 3,6787 3,6310
14:19:00 3,6650 3,6662 1,45% 0,0524 3,6787 3,6310
14:09:00 3,6725 3,6744 1,68% 0,0606 3,6787 3,6310
14:00:00 3,6730 3,6742 1,67% 0,0604 3,6787 3,6310
13:50:00 3,6690 3,6702 1,56% 0,0564 3,6787 3,6310
13:39:00 3,6766 3,6778 1,77% 0,0640 3,6787 3,6310
13:29:00 3,6787 3,6804 1,84% 0,0666 3,6787 3,6310
13:19:00 3,6750 3,6770 1,75% 0,0632 3,6750 3,6310
13:09:00 3,6710 3,6728 1,63% 0,0590 3,6710 3,6310
12:59:00 3,6650 3,6680 1,50% 0,0542 3,6685 3,6310
12:49:00 3,6685 3,6696 1,54% 0,0558 3,6685 3,6310
12:39:00 3,6626 3,6638 1,38% 0,0500 3,6655 3,6310
12:29:00 3,6655 3,6666 1,46% 0,0528 3,6655 3,6310
12:19:00 3,6616 3,6621 1,34% 0,0483 3,6649 3,6310
12:09:00 3,6591 3,6596 1,27% 0,0458 3,6649 3,6310
12:00:00 3,6649 3,6660 1,44% 0,0522 3,6649 3,6310
11:49:00 3,6544 3,6555 1,15% 0,0417 3,6620 3,6310
11:39:00 3,6479 3,6485 0,96% 0,0347 3,6620 3,6310
11:29:00 3,6539 3,6545 1,13% 0,0407 3,6620 3,6310
11:19:00 3,6620 3,6635 1,38% 0,0497 3,6620 3,6310
11:09:00 3,6537 3,6544 1,12% 0,0406 3,6537 3,6310
10:59:00 3,6440 3,6470 0,92% 0,0332 3,6480 3,6310
10:49:00 3,6430 3,6455 0,88% 0,0317 3,6480 3,6310
10:39:00 3,6355 3,6366 0,63% 0,0228 3,6480 3,6310
10:29:00 3,6310 3,6316 0,49% 0,0178 3,6480 3,6310
10:19:00 3,6360 3,6380 0,67% 0,0242 3,6480 3,6360
10:09:00 3,6466 3,6473 0,93% 0,0335 3,6480 3,6369
10:00:00 3,6455 3,6467 0,91% 0,0329 3,6480 3,6369
09:49:00 3,6450 3,6470 0,92% 0,0332 3,6480 3,6369
09:39:00 3,6480 3,6490 0,97% 0,0352 3,6480 3,6369
09:29:00 3,6395 3,6407 0,74% 0,0269 3,6395 3,6369
09:20:00 3,6389 3,6396 0,71% 0,0258 3,6389 3,6369
09:09:00 3,6369 3,6374 0,65% 0,0236 3,6369 3,6369

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.