Setor de Serviços: Mato Grosso apresentou o maior crescimento mensal em Janeiro de 2017

LinkedIn

De acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) realizada mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os resultados regionais do setor de serviços do país, em janeiro, mostraram as maiores variações positivas de volume, em relação à dezembro, no Mato Grosso (31,1%), Alagoas (13,8%) e Piauí (12,6%). As maiores variações negativas foram observadas em Roraima e Amapá (ambas com -13,1%), Sergipe (-12,8%) e Maranhão (-8,1%).

Na comparação com janeiro de 2016, as maiores variações positivas foram registradas em Alagoas (14,7%), Piauí (8,1%) e Ceará (2,6%). As maiores variações negativas foram registradas em Rondônia (-25,6%), Tocantins (-24,5%) e Amapá (-24,4%).

 

Resumo da Pesquisa Mensal de Serviços em Janeiro de 2017

No mês de janeiro de 2017, o setor de serviços apresentou recuo de 2,2% no volume de serviços prestados, frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, após ter registrado crescimento de 0,7% em dezembro e de 0,0% em novembro. Na série sem ajuste sazonal, no confronto com igual mês do ano anterior, o setor apontou queda de 7,3%. Com esses resultados, a taxa acumulada no ano ficou em -7,3% e em 12 meses, -5,2%.

Clique aqui e confira mais detalhes sobre o desempenho do setor de serviços brasileiro em janeiro de 2017.

 

Desempenho Regional do Setor de Serviços do Brasil em Janeiro de 2017

Volume de Serviços Índice (Pontos) Variação Anual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
Brasil 82,9 -7,3 -7,3 -5,2
Rondônia 76,6 -25,6 -25,6 -9,9
Acre 79,7 -6,2 -6,2 -3,1
Amazonas 69,0 -11,8 -11,8 -13,7
Roraima 82,4 -19,5 -19,5 -2,1
Pará 79,7 -14,8 -14,8 -6,3
Amapá 59,0 -24,4 -24,4 -15,3
Tocantins 69,8 -24,5 -24,5 -4,9
Maranhão 67,4 -15,6 -15,6 -10,8
Piaui 96,7 8,1 8,1 -2,7
Ceará 88,6 2,6 2,6 -1,9
Rio Grande do Norte 96,8 -3,4 -3,4 -5,3
Paraíba 83,7 -9,8 -9,8 -8,8
Pernambuco 83,0 -2,2 -2,2 -8,0
Alagoas 120,0 14,7 14,7 -0,7
Sergipe 73,8 -21,7 -21,7 -9,8
Bahia 85,5 -1,5 -1,5 -8,1
Minas Gerais 87,5 -0,1 -0,1 -4,2
Espirito Santo 85,4 1,8 1,8 -7,0
Rio de Janeiro 79,3 -10,8 -10,8 -6,6
São Paulo 83,4 -7,1 -7,1 -3,7
Paraná 85,2 -4,0 -4,0 -5,1
Santa Catarina 80,7 -13,8 -13,8 -8,9
Rio Grande do Sul 84,6 -4,7 -4,7 -4,8
Mato Grosso do Sul 76,3 -23,8 -23,8 -9,9
Mato Grosso 75,5 -14,9 -14,9 -14,2
Goiás 76,1 -12,5 -12,5 -9,0
Distrito Federal 85,3 -12,1 -12,1 -2,5

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.