Bitcoin no negócio de Imóveis em Manhattan: aumento no preço faz corretor aceitar criptomoedas como pagamento

LinkedIn

O mercado imobiliário de Manhattan está adotando Bitcoins para pagamentos de propriedades à medida que a moeda digital aumenta em valor.

Um promotor imobiliário que espera capitalizar o recente ‘boom’ da moeda digital é Ben Shaoul, do Magnum Real Estate Group.

Em entrevista para o site The Express, Shaoul disse: “Fomos abordados por um comprador que vem investindo em Bitcoins por muitos anos e estava interessado em usá-lo para comprar imóveis”.

“Desde então, houve mais dois a três clientes que se aproximaram do desenvolvedor para ver se eles podem comprar condomínios de luxo com as criptomoedas. Os preços dessas propriedades variam no preço de US$ 700.000 até US$ 1,5 milhão.”

Com os preços aumentando no espaço da moeda digital, mais proprietários estão voltando sua atenção para o mercado. Como resultado, vários relataram ter listado suas propriedades com a opção de compra em Bitcoin.

No mês passado, uma mansão de Notting Hill em Londres foi colocada à venda com o preço de US$ 17 milhões. Neste caso, porém, o vendedor aceita apenas Bitcoin. Na última semana, foi relatado que um homem de 49 anos colocou sua casa de £ 80,000 para venda, com a opção de aceitar a moeda digital.

No entanto, enquanto o mercado está se tornando bastante atraente para potenciais compradores e vendedores, existe um alto risco de negociação com grandes somas de dinheiro. Devido à volatilidade da moeda, os preços de mercado mudam diariamente. Isso foi evidente durante o fim de semana quando o preço do Bitcoin caiu para US $ 5.500 depois de subir para US $ 7.800 por alguns dias após a notícia de que a atualização planejada do SegWit2x havia sido suspensa.

Apesar disso, Shaoul, que possui alguns Bitcoins, não vê os riscos com muita preocupação, acrescentando que o mercado de criptomoedas é volátil, assim como o mercado de ações.

Ele disse: “Você parará de investir nos mercados de ações? Não, você não faria. Cada pessoa vai ter um risco avaliado julgamento sobre se eles querem ou não investir em Bitcoin”.

Segundo ele, desde que iniciou a empresa, ele sempre jogou agressivamente e acredita que a aceitação das moedas digitais os coloca à frente de outros que continuam a fazer as coisas através de um método de “velha escola”.

Enquanto outros países estão se tornando mais abrangentes no mercado de moeda digital, como o Japão, a América está atrasada. De acordo com David Johnson, CEO e co-fundador da plataforma de criptomoedas Latium, os EUA serão os últimos a regular as moedas digitais.

Fonte: Cryptocoinsnews.com

Deixe um comentário