Com maior demanda em maio, Azul opera com alta de quase 3%

LinkedIn

Nos primeiros negócios da tarde desta quinta-feira na bolsa paulista, as ações da Azul (BOV:AZUL4) operam com ganhos de 2,93% a R$41,81. Na noite de ontem, a companhia aérea informou que seu nível de ocupação em voos cresceu 4,2 pontos percentuais em maio, sobre um ano antes, movimento apoiado no forte crescimento da demanda por assentos em voos domésticos.

Terceira maior companhia aérea no país, a Azul afirmou nesta quarta-feira que a procura de clientes por voos cresceu 26,7% no mês passado contra maio de 2018. Já a oferta avançou 20,4%. Com isso, a taxa de ocupação das aeronaves chegou a 84,3%.

Considerando apenas os voos domésticos, a demanda cresceu 32,8% no comparativo anual, enquanto a oferta evoluiu 23%, fazendo a taxa de ocupação subir 6,2 pontos, a 83,3%.

Já nas operações internacionais, a demanda subiu 10,1%, enquanto a oferta teve alta de 12,3%, reduzindo a taxa de ocupação em 1,7 ponto, para 87,8%.

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Deixe um comentário