Nikkei fecha em alta após renúncia do primeiro-ministro e China fecha em leve queda após leitura do PMI

LinkedIn
As principais bolsas asiáticas fecharam sem direção nesta segunda-feira (31), com as ações japonesas em alta após renuncia do primeiro-ministro Shinzo Abe e com a alta de empresas japonesas adquiras por Warren Buffett. A China fechou em queda após leitura do PMI levemente abaixo da expectativa.
As ações da China continental fecharam em queda, com o composto de Xangai recuando -0,24%, para cerca de 3.395,68, enquanto o composto de Shenzhen fechou também em queda de -0,672%.

A China anunciou nesta segunda-feira que a atividade manufatureira se expandiu em agosto. O Índice de Gerentes de Compras (PMI) oficial da indústria manufatureira para agosto ficou em 51,0, de acordo com o National Bureau of Statistics. O PMI ficou abaixo das expectativas de uma leitura de 51,2 dos analistas em uma pesquisa da Reuters.

Leituras de PMI acima de 50 significam expansão, enquanto aquelas abaixo dessa marca representam contração. As leituras são sequenciais e indicam expansão ou contração no mês. Os dados econômicos chineses foram observados por investidores em busca de pistas sobre o estado de recuperação do país da pandemia do coronavírus.

Já o PMI do setor de serviços subiu a 55,2, de 54,2, no mesmo período. É o sexto mês seguido que o PMI de ambos os setores segue acima da linha divisória de 50, que indica expansão da atividade. No fim do dia, saem os dados do Caixin sobre a indústria chinesa.

O banco central da China afirmou nesta segunda-feira que tornará as taxas de recompra bancárias por instituições depositárias uma referência para o ajuste de política monetária e fixação de preço pelo mercado financeiro.

A melhora do sistema de juros da China é determinante para aprofundar a reforma dos juros com base no mercado, disse o Banco do Povo da China em comunicado em seu site.

No Japão, o Nikkei 225 subiu +1,12% para fechar em 23.139,76. O índice Topix avançou +0,83%, encerrando o pregão em 1.618,18.
A evolução da política japonesa continuou a ser observada pelos investidores na segunda-feira, enquanto a busca pelo novo primeiro-ministro do país continua. Na sexta-feira, Shinzo Abe, primeiro-ministro japonês renunciou por problemas de saúde.
As ações da Mitsubishi saltaram 7,72%, enquanto a Itochu subiu 4,19%. Marubeni subiu 9,48% e Mitsui ganhou 7,35%, Sumitomo subiu 9,09%. A forte alta tem explicação: A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, adquiriu um pouco mais de 5% das ações de cada uma das cinco principais tradings japonesas ao longo de um período de aproximadamente 12 meses por meio de compras regulares na bolsa de Tóquio.
A Berkshire diz que pretende manter os investimentos no longo prazo e que pode aumentar sua participação em qualquer uma das empresas até no máximo 9,9%, dependendo do preço.
Na Coréia do Sul, o Kospi recuou em  -1,17%, a 2.326,17. O índice Hang Seng de Hong Kong fechouem queda de -0,61% no final do pregão.
No geral, o índice MSCI Asia ex-Japão caiu -0,72%.
FECHAMENTO 🇯🇵🇨🇳🇭🇰🇰🇷 ÁSIA
🇯🇵 NIKKEI 225 +1,12% 🇯🇵
🇨🇳 SHANGAI -0,24%🇨🇳
🇭🇰 HANG SENG -0,61%
🇰🇷 KOSPI -1,17%🇰🇷

Austrália

Moedas

O índice do dólar , que acompanha o dólar norte-americano em comparação com a cesta de seus pares, estava em 92,447 (+0,05%).

🇺🇸 x 🇯🇵 – 105,87 (FX:USDJPY)
🇺🇸 x 🇨🇳 – 6,85 (FX:USDCNY)
🇺🇸 x 🇭🇰 – 7,75 (FX:USDHKD)
🇺🇸 x 🇰🇷 – 1.187 (FX:USDKRW)
🇺🇸 x 🇦🇺 – 1,35 (FX:USDAUD)

Commodities

Os preços do petróleo subiram na tarde do pregão asiático, madrugada no Brasil, com os contratos futuros de referência internacional Brent em alta de +1,31%, para US$ 46,41 dólares por barril. Os contratos futuros de petróleo WTI também subiram +0,88%, para US$ 43,35 por barril.

Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 2,61%, cotados a 844.000 iuanes, equivalente hoje a US$ 123,24.

Deixe um comentário