A UPS (UPS, UPSS34) supera estimativas de lucro e receita com a demanda de e-commerce

LinkedIn

A United Parcel Service (NYSE:UPS) relatou ganhos e receitas trimestrais melhores do que o esperado na terça-feira (26), impulsionados pela forte demanda de e-commerce que permitiu à empresa de entrega aumentar os preços de envio e escolher clientes mais lucrativos.

A empresa também aumentou sua meta de margem operacional ajustada para o ano inteiro de cerca de 12,7% para cerca de 13%, antes da temporada de férias.

As ações da UPS com sede em Atlanta subiram 7,4% na terça-feira.

A UPS também é negociada na B3 através do ticker (BOV:UPSS34).

A UPSS34 subiu 8,2% na terça-feira, ou mais R$ 5,82 reais por ação – encerrando o pregão a um preço de R$ 76,40 reais.

A UPS e a rival FedEx Corp estão entregando um número recorde de pacotes de e-commerce em meio à escassez de mão de obra desde que a Covid-19 mudou a forma de fazer compras.

Para reforçar suas operações de entrega, a UPS traçou planos no mês passado para comprar a Roadie, uma empresa de entrega coletiva no mesmo dia cujos principais clientes incluem a rede de materiais de construção Home Depot.

A receita das operações da UPS nos Estados Unidos, seu maior segmento, cresceu 7,4%, para US$ 14,21 bilhões.

O lucro operacional da empresa no terceiro trimestre subiu para cerca de US$ 2,9 bilhões, ou US$ 2,65 por ação, no terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro, de US$ 2,36 bilhões, ou US$ 2,24 por ação, um ano antes.

Em uma base ajustada, o lucro operacional foi de US$ 2,71 por ação, acima da estimativa média dos analistas de US$ 2,55, de acordo com dados da Refinitiv.

A receita cresceu 9,2%, para US$ 23,18 bilhões, superando as expectativas de US$ 22,56 bilhões.

Fontes: Reuters, CNBC, FX empire, FX Street, The Street

Deixe um comentário