Bom dia ADVFN - Copom decidiu manter a taxa Selic em 13,75%, Banco da Inglaterra decide juros e mais

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!   22 de setembro de 2022, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais:  Os mercados globais analisam a alta de 75 pontos base definida ontem pelo comitê de política monetária americano (Fomc, na sigla em inglês) e pelo tom do comunicado da autoridade monetária. A confirmação de que as taxas dos Fed permanecerão mais alta por mais tempo tem exigido readequação das estratégias.

Na Ásia, as bolsas fecharam em baixa, depois que o Fed elevou a taxa básica de juros americanos em 0,75%. No Japão, a taxa não se movimentou e confirmou a postura acomodatícia do BoJ. Veja como ficaram as cotações na sessão asiática do mercado financeiro: Tóquio — Nikkei, -0,58%, Hong Kong — Hang Seng, – 1,61%, Seul — Kospi, -0,63%, Taiwan — Taiex, -0,97%, China —Xangai, -0,27%, China — Shenzhen, -0,62%.

Na Europa, as Bolsas estão operando em baixa após a decisão do Fed em aumentar em 75 pontos-base a taxa de juros americanos. Os investidores aguardam a decisão do Banco da Inglaterra sobre a política monetária. O anúncio deveria ter sido feito na semana passada, mas foi adiado em razão do funeral da Rainha Elizabeth 2ª. Rússia e Ucrânia realizaram uma inesperada troca de prisioneiros, a maior desde o início da guerra, envolvendo quase 300 pessoas, incluindo dez estrangeiros e os comandantes que lideraram a longa campanha de defesa ucraniana na cidade de Mariupol no início deste ano. A troca ocorre em meio a uma escalada na tensão da região, com ameaça russa de uso de armas nucleares. Nesta quinta-feira, o ex-presidente e vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, não descartou o uso de armas nucleares “estratégicas” para defender territórios reivindicados.

Nos Estados Unidos,  Os índices operam sem sentido único, após o duro recado do presidente do Fed, Jerome Powell. A expectativa passa a ser quanto a um novo aumento dos juros em magnitude semelhante na próxima reunião de novembro. Há uma expectativa sobre o desaquecimento da economia e os dados econômicos dos próximos meses vão apontar se a estratégia terá resultado. Hoje, saem os dados mais recentes sobre pedidos de auxílio-desemprego semanais.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$ 83,69 com alta de 0,94%. O Brent opera em alta de 0,83%, negociado a US$ 90,53.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 19.151,00 (-1,31%). O ouro  é negociado a US$ 1.674,00 por onça-troy (-0,09%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro:  O minério de ferro negociado em Dalian com vencimento em janeiro de 2023, teve forte alta de 3,24%, para US$ 101,45. O mercado avalia como positiva a força da demanda chinesa para os próximos meses, o que pode impulsionar as compras de aço.

Coronavírus

O Brasil registrou, desde o início da pandemia, 685.604 mortes por covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado ontem (21) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença é de 34.607.947. Em 24 horas, foram registrados 7.179 casos. No mesmo período, foram confirmadas 86 mortes de vítimas do vírus.

Brasil

No primeiro semestre de 2022, o número de novos imóveis comercializados no Brasil aumentou 18% em comparação com o mesmo período de 2021. Ao todo, foram vendidas 87.655 unidades nos seis primeiros meses do ano. Além disso, os lançamentos somaram 62.414 unidades, volume que representa um incremento de 3% em relação aos seis primeiros meses de 2021.

Poderes

Termina nesta quinta-feira (22) o prazo para requerer a segunda via do título de eleitor. Quem está em dia com a Justiça Eleitoral pode imprimir o título diretamente na ferramenta de autoatendimento ao eleitor, no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Também é possível fazer as solicitações nos cartórios eleitorais. Além disso, é possível obter a versão digital do título de eleitor por meio do aplicativo e-título, que está disponível para aparelhos Android e IOS.

Economia

Copom decidiu manter a taxa Selic em 13,75%, interrompendo um ciclo de 12 altas seguidas na taxa básica de juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu, nesta quarta-feira (21), por manter a taxa Selic em 13,75%. Com isso, a autoridade interrompe um ciclo de 12 altas seguidas na taxa básica de juros, iniciado em março do ano passado.

A decisão da autoridade monetária veio em linha com a expectativa de uma parte dos analistas. O mercado estava dividido entre uma manutenção da taxa em 13,75% e uma alta residual de 25 pontos-base.

Desde a última reunião, no início de agosto, o índice de preços ao consumidor amplo (IPCA) registrou dois meses seguidos de deflação. O índice recuou sob influência da redução de impostos sobre energia, combustíveis e serviços de telecomunicações. A Petrobras vem anunciando sucessivas reduções nos preços da gasolina e do diesel.

Leia o comunicado do Copom na íntegra

A Hyundai inaugurou na última terça-feira (20) sua primeira fábrica de motores na América Latina, em Piracicaba (SP), dez anos após ter iniciado a produção de automóveis no mercado brasileiro. Até agora, o equipamento era importado da Coreia do Sul. Com investimento de R$ 500 milhões, a nova unidade, instalada na mesma área da fábrica de automóveis, tem capacidade de produção de 70 mil motores ao ano. O projeto gerou 256 novas vagas.

Agenda Econômica

– Turquia: BC divulga decisão de política monetária (8h)
– Reino Unido: BoE divulga decisão de política monetária (8h)
– EUA/Deptº do Trabalho: pedidos de auxílio-desemprego da semana até 17/09 (9h30)
– África do Sul: BC divulga decisão de política monetária (10h)
– Zona do euro/Comissão Europeia: índice de confiança do consumidor preliminar de setembro (11h)
– Luxemburgo: Dirigente do BCE Isabel Schnabel discursa no Network Luxemburg (11h)
– Ministério da Economia divulga Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 4º bimestre (14h30)
– Secretário especial do Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago, concede coletiva sobre relatório bimestral (15h)
Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o principal índice fechou em queda de 0,52%, aos 119.935,86 pontos, prejudicado por uma aversão a riscos no mercado após a decisão de juros nos Estados Unidos. As ações de bancos e as ligadas ao minério de ferro estão entre as principais quedas, superando o desempenho positivo de papéis de petroleiras e de varejistas.

Maiores altas do Ibovespa

MGLU3: +6,50%, a R$ 4,75
VIIA3: +5,02%, a R$ 3,35
SOMA3: +3,47%, a R$ 13,43
ALPA4: +3,15%, a R$ 22,24
LREN3: +2,98%, a R$ 27,62

Maiores baixas do Ibovespa

PAC11: -5,17%, a R$ 25,86
CSNA3: -4,43%, a R$ 12,52
CIEL3: -3,23%, a R$ 5,09
MRFG3: -3,10%, a R$ 11,58
JBSS3: -2,87%, a R$ 26,76

Na Toro, traders podem usar a plataforma Profit Pro grátis

Dólar    

O dólar encerrou em alta de 0,39%, a R$ 5,173, com a moeda norte-americana mantendo um movimento de alta depois do Federal Reserve projetar uma taxa de juros final em 2022 maior que o esperado pelo mercado e realizar um novo aumento de 0,75 ponto percentual, para o intervalo entre 3% e 3,25%.

Juros

Os DIs para 2023 tiveram suas taxas caindo quatro pontos-base, para 13,74%, e o rendimento dos para 2025 foram a 11,73%, recuando 16 pontos. Os DIs para 2027 e 2029, por sua vez, viram seus yields caindo 19 e 17 pontos-base, respectivamente, a 11,34% e 11,46%.

Ifix   

O índice fechou  com alta de 0,04% aos 2.989,12 pontos. O índice oscilou entre o mínimo de 2.986,67 pontos e o máximo de 2.991,95 pontos.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, estadão, isto é dinheiro.

Deixe um comentário