As causas da inflação

Entenda por que os preços sobem

Inflação é o aumento no nível de preços, que ocorre quando a média do crescimento dos preços de um conjunto de bens e serviços em um determinado período. É um fenômeno em que a maioria dos preços vai sendo reajustada com uma frequência mensal.

O aumento no nível dos preços pode ter uma causa monetária (impressão de dinheiro pelo governo), causas psicológicas (agentes ajustam o preço porque acham que outro também vai ajustar) ou uma causa real (um desajuste entre a oferta e a demanda por bens e serviços).

Os principais vilões da inflação são: Gastos Públicos, Cartéis, Custos de Produção, Produção em BaixaIndexação e Inércia.

Advertisement

Gastos Públicos

Veja o que acontece quando o governo gasta mais do que arrecada!

Há dois caminhos para os preços aumentarem:

O governo tende a aumentar os impostos para cobrir as despesas, repassando o custo para os consumidores. Os preços dos serviços e produtos finais sobem.

Ou, alternativamente, para pagar as contas, o governo imprime mais dinheiro. O volume de dinheiro é maior que a oferta de bens e serviços à venda. Com mais dinheiro em circulação, os preços tendem a subir.

 

Os gastos públicos no Brasil

A preocupação com os efeitos dos gastos públicos na economia é recorrente, sobretudo com os impactos deles sobre o crescimento econômico. A popula- ção espera melhor utilização dos recursos, pois existem limites para a expansão das receitas que financiam o aumento dos gastos per capita. Outra restrição importante ocorre nos países em processo de estabilização econômica, nos quais o ajuste fiscal é peça fundamental da política macroeconômica. Isso reforça a necessidade de aumento da produtividade dos gastos públicos.

 

Cartéis

Quando poucas empresas vendem um determinado produto, há sempre o temor delas se juntarem e combinarem preços mais altos ou restringirem a produção. Em ambas as situações, os preços tenderiam a subir.

 

Entenda o que é um cartel

Cartel é um acordo explícito ou implícito entre concorrentes para, principalmente, fixação de preços ou cotas de produção, divisão de clientes e de mercadosde atuação ou, por meio da ação coordenada entre os participantes, eliminar a concorrência e aumentar os preços dos produtos, obtendo maiores lucros, em prejuízo do bem-estar do consumidor.

 

Custos de Produção

Quando os custos de produção sobem, os preços dos produtos, obviamente, também subirão.

Em muitos casos, as empresas buscam empréstimos para viabilizar seus projetos. Se as taxas de juros subirem, os custos também tendem a subir.

Se o governo decide elevar a carga tributária, ou alterar as condições de determinada parceria público-privada ou acordo de concessão, o preço final dos produtos também aumenta.

 

Inflação de Custos

Inflação de custos é aquela que deriva de um aumento nos insumos utilizados na produção de um bem e que leva ao aumento deste. Por exemplo: imagine que por algum motivo qualquer, o preço do trigo tenha sumentado vertiginosamente no mercado internacional. Dado que o trigo brasileiro é importado, seu aumento impactaria diretamente os preços dos bens que o utiliza como materia-prima. O pão francês, por exemplo. Cimento e Petróleo são outros bons exemplos de insumos que tendem a provocar inflação de custos.

 

Produção Baixa

Esta é basicamente uma consequencia da lei da oferta e da procura. 

Se as empresas produzirem menos que a demanda da população, os preços dos poucos bens produzidos, ou de serviços ofertados, tendem a subir. Isso ocorre por que o volume de dinheiro em circulação é superior à oferta de bens e serviço.

O consumidor com dinheiro na mão se dispõe a pagar mais pela mesma coisa.

 

Lei da Oferta e da Procura

Em economia, a Lei da Oferta e Procura, também chamada de Lei da Oferta e da Demanda, é a lei que estabelece a relação entre a demanda de um produto - isto é, a procura - e a quantidade que é oferecida, a oferta. A partir dela, é possível descrever o comportamento preponderante dos consumidores na aquisição de bens e serviços em determinados períodos, em função de quantidades e preços. Nos períodos em que a oferta de um determinado produto excede muito à procura, seu preço tende a cair. Já em períodos nos quais a demanda passa a superar a oferta, a tendência é o aumento do preço.

 

Indexação

O preço do aluguel e o valor de outros contratos sobem por conta da inflação passada. Os preços mais altos entram no cálculo da inflação do próximo período. Assim, podemos concluir que a inflação de hoje passa a ser o patamar inicial da inflação de amanhã.

 

Os índices inflacionários e a Indexação

O IPCA é considerado o índice oficial de inflação do país. O IGP-M é usado na correção de contratos de aluguel e tarifas de serviços públicos. O IGP-DI é parte da cesta que corrige os preços de telefonia. O INCC mede a evolução dos custos de construções habitacionais nas dezoito principais capitais de estados do país.


Inércia

Os preços dos bens e dos serviços tendem a subir por inércia quando a empresa ou o trabalhador passam a acreditar que haverá inflação. Para não ter sua margem de lucro diminuída, a empresa tende a aumentar os preços. Já o trabalhador, para não perder seu poder de compra, reivindica uma remuneração maior para o empregador. Resultado: inflação.

 

Inflação inercial no Brasil

No Brasil, na época da inflação elevada (hiperinflação) os contratos de diversos tipos tinham cláusulas de correção que eram auto-aplicáveis. Isso gerou na população um comportamento inflacionário: transferia-se para o mês seguinte a taxa de inflação do mês passado mesmo que não houvesse pressões de demanda ou de custo. Por ter sido real a correção da inflação no período 1964-1984, da economia brasileira ocorreu o que se chamou pelos acadêmicos de economia na época, de "Milagre Econômico", com crescimentos reais significantes e positivos nesse período.

 

As principais notícias sobre a inflação no Brasil e no Mundo

No Articles Found

Principais indicadores de inflação do Brasil

No Brasil há diversos índices de inflação. Os diferentes índices utilizam em seus cálculos faixas de renda diferentes, regiões diferentes, itens diferentes e até períodos diferentes. Isso contribui para tornar mais segura a medição da inflação no país.

IPCA Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo
IGP-M Índice Geral de Preços - Mercado
IGP-DI Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna
INPC Índice Nacional de Preços ao Consumidor
IPC-S Índice de Preços ao Consumidor Semanal
IPC-Fipe Índice de Preços ao Consumidor - Fipe
INCC Índice Nacional da Construção Civil
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20201126 17:39:49