Mercado Diário: Ibovespa fecha em leve baixa ainda na expectativa sobre impasse fiscal nos EUA

LinkedIn

São Paulo, 08 de Outubro de 2013 – O Índice Bovespa, principal indicador da bolsa de valores brasileira, fechou a sessão de negociação desta terça-feira em leve baixa, ainda demonstrando muita cautela quanto ao impasse fiscal nos Estados Unidos.

Em entrevista coletiva nesta tarde, o presidente Barack Obama voltou a dizer que está disposto a conversar e negociar com o partido republicano, mas reiterou que não aceitará ameaças em relação aos gastos do governo e ao teto da dívida do país.

Barack Obama também reiterou que o país vai atingir o limite do teto da dívida em 17 de outubro e se não houver um acordo o governo não terá como honrar seus compromissos financeiros pela primeira em 200 anos. Segundo ele, as consequências para a economia serão catastróficas e que os Estados Unidos podem entrar em uma recessão severa, com prejuízos para a economia local e global.

Além da crise política nos Estados Unidos, o mercado financeiro brasileiro também aguarda pelo fim da reunião do Comitê de Política Monetária brasileiro, o Copom, que definirá se a taxa de juros básica do país, a taxa SELIC, continuará sua trajetória ascendente.

No começo do pregão, o índice chegou a cair mais de um por cento. Porém, ao longo do dia recuperou-se, fechando cotado em 52.312 pontos – uma pequena desvalorização de 0,20% em relação ao pregão anterior. O volume financeiro total negociado no pregão foi de R$ 5,532 bilhões.

Diante da falta de novidades, o volume financeiro negociado no Mercado Bovespa continuou reduzido, com os estrangeiros predominando na ponta vendedora, exercendo pressão principalmente sobre as ações da Petrobras.As ações preferenciais da estatal (PETR4) recuaram 1,66%, fechando cotadas a R$ 18,31, enquanto as ações ordinárias (PETR3) perderam 2,19%, fechando cotadas a R$ 16,92.

O mercado financeiro não gostou das últimas declarações da presidente da estatal, Graça Foster. Ela disse que o preço da gasolina pode subir neste ano, mas que não há uma data definida. Graça Foster ressalvou, porém, que pode acontecer, em um movimento abrupto e inesperado, da cotação do petróleo brent cair e do câmbio subir, o que pode levar a uma queda do preço do combustível.

Mais cedo, a Petrobras enviou comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) negando a informação de que estaria pensando em um mecanismo de reajuste automático dos preços da gasolina e do diesel no Brasil.

Ainda entre as principais ações do índice, Vale PNA fechou em baixa de 0,66%, a R$ 31,18, enquanto OGX ON subiu 5,00% – o equivalente a um centavo – para R$ 0,21 e liderou as altas do dia. A petroleira do empresário Eike Batista confirmou a demissão de cerca de 60 funcionários ontem.

Embora não tenha informado o número atualizado do quadro total de funcionários próprios da empresa, a companhia, em seu site, informa que esse número gira em torno de 350 pessoas. “A OGX está conduzindo um processo de reestruturação financeira, que passa pela negociação com credores, otimização de portfólio e custos, além de alguns ajustes no quadro de colaboradores“, informou a empresa.

A lista de altas do Ibovespa trouxe ainda ações de papel e celulose, como Fibria ON (3,36%) e Suzano PNA (2,09%). O Goldman Sachs destacou em relatório que o mercado de papel e celulose estará apertado pelo menos até o terceiro trimestre de 2014. Nesse cenário, o banco elevou as recomendações de Fibria e Suzano de neutro para compra, pois elas estão melhor posicionadas para se beneficiar do incremento de demanda e da oferta limitada. Os papéis de Fibria e Suzano já tiveram desempenho acima do mercado durante o ano, mas como reflexo da depreciação do real e dos altos preços de celulose em 2013.

Oi ON (4,28%) e PN (3,93%) finalmente avançaram, após cinco pregões seguidos de perdas. Operadores atribuíram o movimento a uma cobertura de posições vendidas depois que o custo do aluguel do ativo saltou de 16% para cerca de 45% ao ano. A Oi informou ontem à noite à CVM que a fusão com a Portugal Telecom, anunciada na semana passada, não provocará a diluição dos acionistas minoritários. A operação foi alvo de ressalvas dos analistas, que consideram o negócio prejudicial aos minoritários.

Na ponta negativa ficaram MMX ON (-8,10%), Gol PN (-5,97%) e Gafisa ON (-2,53%). As ações da companhia aérea estão em movimento de realização de lucros desde ontem, após a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, declarar no fim de semana que o governo federal não pretende socorrer as companhias aéreas.

O papel chegou a acumular alta de 34% em 10 pregões, entre o dia 30 de agosto e 13 de setembro, na expectativa de que alguma medida de ajuda fosse anunciada após a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) apresentar um estudo à secretaria de Aviação Civil (SAC) sobre situação das companhias brasileiras, com uma lista de pedidos.

Deixe um comentário