Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Produção industrial brasileira recua 0,3% em Junho de 2015

LinkedIn

São Paulo, 04 de Agosto de 2015 – De acordo com a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM – PF), divulgada mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção da indústria brasileira em junho de 2015 recuou 0,3% na comparação com o mês anterior.

A redução de 0,3% da atividade industrial na passagem de maio para junho teve predomínio de resultados negativos, alcançando três das quatro grandes categorias econômicas e 15 dos 24 ramos pesquisados.

Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) de Junho de 2015

Entre os setores, as principais influências negativas foram registradas por máquinas e equipamentos (-7,2%), equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-12,7%) e veículos automotores, reboques e carrocerias (-2,8%), com o primeiro assinalando o quinto recuo  consecutivo e acumulando nesse período redução de 18,8%; o segundo apontando a queda mais intensa desde junho de 2014 (-25,9%) e acumulando perda de 29,1% entre os meses de fevereiro e junho de 2015; e o último registrando o nono mês seguido de  queda na produção e acumulando nesse período recuo de 25,1%. Vale destacar que esses setores foram influenciados nesse mês por paralisações em várias unidades produtivas, por conta das reduções de jornadas de trabalho e da concessão de férias coletivas.

Outras contribuições negativas importantes sobre o total da indústria vieram das atividades de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-6,3%), de metalurgia (-2,2%), de produtos diversos (-7,2%), de produtos de borracha e de material plástico (-1,9%), de produtos de minerais não-metálicos (-1,4%) e de móveis (-3,8%).

Por outro lado, entre os nove ramos que ampliaram a produção nesse mês, o desempenho de maior importância para a média global foi assinalado por produtos alimentícios, que avançou 3,0%, eliminando assim parte da perda de 3,3% acumulada nos meses de abril e maio últimos.

Vale mencionar também os impactos positivos vindos dos setores de bebidas (3,6%), de perfumaria, sabões, detergentes e produtos de limpeza (1,7%), de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (0,8%), de celulose, papel e produtos de papel
(1,7%) e de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (2,4%).

Entre as grandes categorias econômicas, ainda na comparação com o mês imediatamente anterior, bens de consumo duráveis, ao recuar (-10,7%), e bens de capital (-3,3%) mostraram as reduções mais acentuadas em junho de 2015. Com os resultados desse mês, o primeiro segmento apontou a queda mais intensa desde junho de 2014 (-19,5%) e acumulou perda de 26,2% nos últimos nove meses de taxas negativas consecutivas; e o segundo reverteu a ligeira variação positiva (0,2%) assinalada no mês anterior quando interrompeu três meses seguidos de queda na produção, período em que acumulou redução de 12,8%. O segmento de bens intermediários (-0,2%) também registrou taxa negativa em junho de 2015 e marcou o quinto mês seguido de recuo na produção, acumulando nesse período perda de 2,1%. Por outro lado, os setores produtores de bens de consumo semi e não-duráveis, ao avançar (1,7%), mostrou o único resultado positivo nesse mês e intensificou o ritmo de crescimento frente ao verificado em maio último (1,2%) quando interrompeu sete meses de queda, período em que acumulou perda de 8,5%.

Variação Anual da Produção Industrial

Na série sem ajuste sazonal, no confronto com igual mês do ano anterior, o total da indústria apontou queda de 3,2% em junho de 2015, décima sexta taxa negativa consecutiva mas menos acentuada do que as observadas em maio (-8,9%) e abril (-7,9%).

Variação da Produção Industrial Acumulada em 2015

No índice acumulado para o período entre janeiro e junho de 2015, frente a igual período no ano anterior, o setor industrial mostrou queda de 6,3%, com perfil disseminado de taxas negativas já que as quatro grandes categorias econômicas pesquisadas apontaram recuo na produção.

Variação da Produção Industrial Acumulada nos Últimos 12 Meses

A taxa anualizada, que indica a taxa de variação acumulada nos últimos doze meses, aponta um recuo de 5,0% na produção industrial brasileira em junho de 2015, interrompendo a trajetória descendente iniciada em março de 2014 (2,1%) e assinalando o resultado negativo mais intenso desde dezembro de 2009 (-7,1%).

Entenda a Pesquisa Industrial Mensal (PIM)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Pesquisa Industrial Mensal, produz indicadores de curto prazo relativos ao setor industrial brasileiro.

Iniciada na década de setenta, a pesquisa abrange todo o território nacional e é divulgada mensalmente, em duas versões: PIM-PF e PIMES.

A Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) avalia o comportamento da produção real mensal nas indústrias extrativa e de transformação do país. O IBGE divulga mensalmente dois relatórios sobre a produção física no Brasil: um nacional e outro regional.

A Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES) avalia o comportamento do emprego e dos salários nas atividades industriais do país.

Clique aqui e saiba mais detalhes sobre a produção industrial no Brasi

Notícias Relacionadas

Fabricação de bens de consumo duráveis e bens de capital puxam a queda mensal da produção industrial brasileira em Junho de 2015

Pesquisa Industrial Mensal de Junho de 2015: produção industrial brasileira caiu 3,2% na comparação com o mesmo mês do ano anterior

Produção industrial brasileira recua 0,3% em Junho de 2015

Indústria brasileira acumula queda de produção de 6,3% entre Janeiro e Junho de 2015

Fabricação de veículos, coque e máquinas e equipamentos foram os maiores vilões pela queda anual da produção da indústria brasileira registrada em Junho de 2015

Fabricação de veículos, equipamentos de informática, e máquinas e equipamentos puxam a queda mensal da produção industrial brasileira em Junho de 2015

 

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Faça o login em ADVFN
Registrar agora

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br

V: D: 20231001 02:52:30