Prejuízo da Vale no 3º tri é o pior entre companhias de capital aberto na América Latina

LinkedIn

As perdas de US$ 1,67 bilhão registradas pela Vale (VALE3) no terceiro trimestre deste ano foram as piores entre as empresas de capital aberto da América Latina. Segundo levantamento da Economática, o prejuízo da mineradora também ficou com a 12º posição quando adicionados ao estudo os resultados de mais 1,2 mil companhias americanas no mesmo período.

Em segundo e terceiro lugar na lista dos piores prejuízos da região aparecem Eletrobras e Petrobras, respectivamente. Quando considerados os dados das empresas estadunidenses, as brasileiras ficam com o 18º e 19º lugar. 

No total, dos 20 maiores prejuízos da América Latina e dos Estados Unidos, 14 empresas têm envolvimento com a produção de petróleo, cinco são do setor de mineração e uma é do segmento de eletrodomésticos.

Conheça os maiores prejuízos em empresas de capital aberto na América Latina e nos EUA no 3º tri:

prejuízos_3tri_AL_EUA_Economática


Histórico

Desde de 1988, início da base de dados da Economática, a Vale mostrou prejuízo em dez trimestres, quatro deles antes de 2002 com valores menores que US$ 300 milhões. No entanto, a partir do quarto trimestre de 2012, a empresa apresentou prejuízos mais expressivos. O resultado negativo da mineradora de julho a setembro de 2015 foi o quinto maior de sua história em dólares.

Já em reais, o prejuízo do mesmo período (R$ 6,66 bilhões) foi o terceiro pior para um trimestre, atrás do quarto trimestre de 2013 (R$ 14,8 bilhões) e do primeiro trimestre de 2015 (R$ 9,53 bilhões).

Deixe um comentário