Banco Central contraria expectativa do mercado financeiro e mantem taxa de juros em 14,25% ao ano na primeira reunião do Copom em 2016

LinkedIn

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu nesta quarta-feira, sem unanimidade, manter a taxa básica de juros da economia brasileira em 14,25% ao ano. A decisão do Copom a taxa juros nacional no patamar mais elevado desde a reunião de 30 de Agosto de 2006, quando fora reduzida de 14,75% para 14,25% ao ano.

A manutenção dos juros contraria a previsão da maior parte dos analistas do mercado financeiro, que projetavam que o Banco Central optaria por iniciar um novo ciclo de alta da Taxa Selic, elevando a mesma de 14,25% para 14,75% ao ano.

A decisão do Copom foi tomada em meio a um quadro econômico recheado de complexidade. A inflação insiste em permanecer acima do limite máximo do sistema de metas. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrou o último ano com alta de 10,67% nos preços dos produtos aferidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O percentual ficou bem acima do teto da meta inflacionária estabelecida pelo governo federal (6,50%).

Essa foi a primeira vez que a autoridade monetária se reuniu sob a égide da nova equipe econômica, encabeçada por Nelson Barbosa, o novo Ministro da Fazenda.

Deixe um comentário