Petrobras não confirma, mas não nega venda da Braskem

LinkedIn

Após ser questionada pela BOM&FBOVESPA sobre os rumores que circulam no mercado, a Petrobras (BOV:PETR4) emitiu um comunicado respondendo sobre uma possível venda de sua participação na Braskem (BOV:BRKM5). Sem confirmar ou negar uma possível venda, a companhia reafirmou que o ajuste no Plano de Negócios e Gestão 2015-2019, prevê desinvestimentos para o biênio 2015-2016 em US$ 15,1 bilhões, tendo atingido o montante de apenas US$ 0,7 bilhão em 2015. Ou seja: a companhia precisa se desfazer de US$ 14,4 em ativos neste ano. A participação de 36,1% da Petrobras na Braskem vale hoje, a preço de mercado, cerca de R$ 5,3 bilhões. A Petrobras ainda comentou que sua carteira de desinvestimento é dinâmica, dependendo das condições negociais e de mercado, podendo sofrer alterações.

Outras notícias importantes do dia

• O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), considerado uma prévia do PIB pelo mercado, registrou queda 0,52% em novembro. No ano, o IBC-Br registra retração de 3,85% na atividade econômica do País.

• A Petrobras (BOV:PETR4) decidiu cancelar a oferta de R$ 3 bilhões em debêntures devido às condições de mercado desfavoráveis.

• A Petrobras (BOV:PETR4) afirma ser a maior operadora de equipamentos submarinos para águas profundas e ultraprofundas da indústria de petróleo mundial.

• As ações da montadora francesa Renault (EU:RNO) caem forte após a companhia confirmar que a polícia fez buscas em sua sede relacionadas à fraude de motores à diesel que atingiu a alemã Volkswagen (XE:766400).

• Segundo dados da consultoria IDC, as vendas de computadores e notebooks registraram queda de 10,4% em 2015. No segmento, a Apple (NASDAQ:AAPL) foi a única companhia que registrou alta nas vendas no período (+6,2%).

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 15-01-2016. Acesse a versão completa do Bom dia ADVFN por este link: Clique aqui.

Deixe um comentário