Preço do dólar recua após atingir maior valor da história no dia anterior

LinkedIn

Após atingir o maior da história do Plano Real no dia anterior, o preço da moeda norte-americana recuou forte na última sessão de negociação da terceira semana de 2016. Foi a sétima desvalorização e quinze pregões realizado no ano. Na véspera, o dólar atingiu o patamar de R$ 4,17, reagindo às interferências do governo brasileiro sobre as decisões do Banco Central (BC). A desvalorização desta sexta-feira veio na esteira da nova alta do barril de petróleo e da possibilidade do Banco Central Europeu (BCE) adotar novos estímulos econômicos para a zona do euro. Com o recuo de cinco centavos e meio obtido hoje, o dólar encerrou a semana com valorização de 1,59%. Em 2016, a moeda dos Estados Unidos acumula alta de 4,11%.

 

Dólar Hoje

O dólar recuou 1,32% ante o real nesta sexta-feira, 22 de Janeiro de 2016, negociado a R$ 4,1080 para compra e a R$ 4,1105 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 4,1035 (valor mínimo) e R$ 4,1283 (valor máximo).

 

Cenário Internacional

A queda do dólar nesta sexta-feira foi influenciada por uma boa dose de otimismo no mercado externo, devido à recuperação dos preços do petróleo e expectativas de novos estímulos econômicos na zona do euro.

Os preços do petróleo subiram nesta sessão, com uma frente fria nos Estados Unidos e na Europa alimentando expectativas de maior demanda. A commodity vem renovando nas últimas sessões as mínimas em 13 anos, pressionando a procura por ativos de maior risco e de moedas ligadas a commodities.

A recuperação do bom humor nos mercados globais vinha também após o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, afirmar que o banco vai revisar sua política monetária em março, alimentando expectativas de mais estímulos. As bolsas de valores da Europa registraram a primeira alta semanal do ano.

 

Cenário Nacional

Uma reversão no bom humor dos investidores já no próximo pregão não pode ser descartado, especialmente levando em conta a fragilidade das perspectivas político-econômicas brasileiras.

A controversa decisão do Banco Central de manter os juros básicos nesta semana desencadeou forte pressão sobre os ativos brasileiros e deve manter elevada a volatilidade no mercado local.

 

Banco Central

O Banco Central do Brasil realizou nesta manhã mais um leilão de rolagem dos swaps cambiais com vencimento em 01 de Fevereiro de 2016, vendendo a oferta total de até 11,6 mil contratos. Até o momento, a autoridade monetária já rolou o equivalente a US$ 8,448 bilhões, ou cerca de 81% do lote total, que corresponde a US$ 10,431 bilhões.

Por meio dos contratos de swap cambial, o BC realiza uma operação financeira que equivale à uma venda de moeda no mercado futuro (derivativos), o que reduz a pressão sobre a alta dessa moeda.

Os swaps são contratos para troca de riscos: o BC oferece um contrato de venda de dólares, com data de encerramento definida, mas não entrega a moeda norte-americana. No vencimento desses contratos, o investidor se compromete a pagar uma taxa de juros sobre o valor deles e recebe do BC a variação do dólar no mesmo período.

Esses contratos servem também para proteger os agentes que têm dívida em moeda estrangeira – neste caso, quando o dólar sobe, eles recebem do BC o valor dessa variação.

O BC vem usando os contratos de swap cambial desde junho de 2013, quando o dólar atingiu R$ 2,40. Quando o dólar sobe, o BC registra perdas. Se o dólar cair, no entanto, o BC tem lucro com esses contratos.

Após o rombo recorde em 2015, as operações de swap cambial continuam a dar prejuízo ao Banco Central com o dólar comercializado levemente acima de R$ 4,00 desde o início do ano. Segundo dados atualizados pela instituição, pelo efeito caixa, o resultado ficou negativo em R$ 9,807 bilhões na primeira quinzena de janeiro. No acumulado do ano passado, a perda foi de R$ 89,657 bilhões pelo resultado caixa e R$ 102,628 bilhões pelo competência – o maior desde que começou a oferecer esse tipo de operação ao mercado, em 2002.

Pelo efeito competência, os prejuízos com essas operações somaram R$ 7,419 bilhões nas duas primeiras semanas de 2016. O resultado das operações de swap por competência inclui ganhos e perdas ocorridos no mês, independentemente da data de liquidação financeira. A liquidação financeira desse resultado (caixa) ocorre no dia seguinte, em D+1. Em dezembro, o BC teve perdas de R$ 7,794 bilhões com os leilões pelo resultado caixa e de R$ 4,205 bilhões pelo competência.

Em contrapartida ao prejuízo do início do ano, o BC obteve ganho de rentabilidade com a administração das reservas internacionais de R$ 50,857 bilhões nos primeiros dias de 2016. Entram nesse cálculo ganhos e prejuízos com a correção cambial, a marcação a mercado e os juros. O resultado líquido das reservas, que é a rentabilidade menos o custo de captação, ficou positivo em R$ 42,776 bilhões no período.

Com isso, para o BC, o resultado das operações cambiais ficou no azul em R$ 35,357 bilhões nas primeiras semanas de 2016. O BC sempre destaca que, tanto em relação às operações de swap cambial quanto à administração das reservas internacionais, a autarquia não visa ao lucro, mas fornecer hedge ao mercado em tempos de volatilidade e manter um colchão de liquidez para momentos de crise.

 

Fluxo Cambial

O fluxo cambial brasileiro foi positivo em US$ 269 milhões na semana passada, encerrada no dia 15 de Janeiro, resultado de uma saída líquida de US$ 387 milhões da conta financeira e de uma entrada líquida de US$ 656 milhões na conta comercial. O destaque da semana foi de retiradas líquidas no valor de US$ 1,327 bilhão no dia 13 de Janeiro e de ingressos de US$ 1,221 bilhão no dia 15 do mesmo mês.

A retirada de dólares pelo canal financeiro no período foi de US$ 387 milhões, resultado de entradas no valor de US$ 7,224 bilhões e de remessas no total de US$ 7,611 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 656 milhões de 11 a 15 de janeiro, com importações de US$ 2,253 bilhões e exportações de US$ 2,909 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 553 milhões em ACC, US$ 541 milhões em PA e US$ 1,815 bilhão em outras entradas.

No mês, o fluxo cambial está negativo em US$ 843 milhões, resultado de uma saída líquida de US$ 2,335 bilhões da conta financeira e de um superávit de US$ 1,492 bilhão na conta comercial. No mesmo período do ano passado, o fluxo cambial estava negativo US$ 1,028 bilhão.

Ao longo de 2015, mesmo com a desconfiança política e de indicadores ruins da economia, que levaram o Brasil a perder o selo de bom pagador por duas agências de classificação de risco, o fluxo cambial total ficou positivo em US$ 9,414 bilhões – o melhor resultado desde 2012.

No início deste ano, a retirada de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 2,335 bilhões, fruto de ingressos no valor de US$ 12,393 bilhões e de envios no total de US$ 14,728 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 1,492 bilhão nos primeiros 15 dias de janeiro, com importações de US$ 4,419 bilhões e exportações de US$ 5,912 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,304 bilhão em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 1,081 bilhão em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 3,526 bilhões em outras entradas.

 

Variação da Cotação do Dólar Comercial em 22 de Janeiro de 2016

Data Compra Venda Variação % Variação Máximo Mínimo
16:59:00 4,1080 4,1105 -0,0132 -0,0550 4,1283 4,1035
16:49:00 4,1065 4,1090 -0,0136 -0,0565 4,1283 4,1035
16:39:00 4,1082 4,1093 -0,0135 -0,0562 4,1283 4,1035
16:29:00 4,1070 4,1090 -0,0136 -0,0565 4,1283 4,1035
16:19:00 4,1062 4,1067 -0,0141 -0,0588 4,1283 4,1035
16:09:00 4,1140 4,1154 -0,0120 -0,0501 4,1283 4,1035
15:59:00 4,1121 4,1149 -0,0122 -0,0506 4,1283 4,1035
15:49:00 4,1110 4,1122 -0,0128 -0,0533 4,1283 4,1035
15:39:00 4,1085 4,1092 -0,0135 -0,0563 4,1283 4,1035
15:29:00 4,1093 4,1121 -0,0128 -0,0534 4,1283 4,1035
15:19:00 4,1035 4,1047 -0,0146 -0,0608 4,1283 4,1035
15:09:00 4,1082 4,1092 -0,0135 -0,0563 4,1283 4,1041
14:59:00 4,1080 4,1100 -0,0133 -0,0555 4,1283 4,1041
14:49:00 4,1120 4,1132 -0,0126 -0,0523 4,1283 4,1041
14:39:00 4,1115 4,1140 -0,0124 -0,0515 4,1283 4,1041
14:29:00 4,1125 4,1136 -0,0125 -0,0519 4,1283 4,1041
14:19:00 4,1103 4,1128 -0,0127 -0,0527 4,1283 4,1041
14:09:00 4,1119 4,1136 -0,0125 -0,0519 4,1283 4,1041
14:00:00 4,1100 4,1125 -0,0127 -0,0530 4,1283 4,1041
13:50:00 4,1108 4,1133 -0,0125 -0,0522 4,1283 4,1041
13:39:00 4,1041 4,1053 -0,0145 -0,0602 4,1283 4,1041
13:29:00 4,1065 4,1076 -0,0139 -0,0579 4,1283 4,1065
13:19:00 4,1125 4,1131 -0,0126 -0,0524 4,1283 4,1125
13:09:00 4,1180 4,1191 -0,0111 -0,0464 4,1283 4,1125
12:59:00 4,1140 4,1146 -0,0122 -0,0509 4,1283 4,1125
12:49:00 4,1173 4,1198 -0,0110 -0,0457 4,1283 4,1125
12:39:00 4,1230 4,1241 -0,0099 -0,0414 4,1283 4,1125
12:29:00 4,1176 4,1204 -0,0108 -0,0451 4,1283 4,1125
12:19:00 4,1236 4,1247 -0,0098 -0,0408 4,1283 4,1125
12:09:00 4,1273 4,1284 -0,0089 -0,0371 4,1283 4,1125
12:00:00 4,1283 4,1289 -0,0088 -0,0366 4,1283 4,1125
11:49:00 4,1220 4,1225 -0,0103 -0,0430 4,1266 4,1125
11:39:00 4,1205 4,1215 -0,0106 -0,0440 4,1266 4,1125
11:29:00 4,1208 4,1216 -0,0105 -0,0439 4,1266 4,1125
11:19:00 4,1242 4,1254 -0,0096 -0,0401 4,1266 4,1125
11:09:00 4,1175 4,1180 -0,0114 -0,0475 4,1266 4,1125
10:59:00 4,1153 4,1166 -0,0117 -0,0489 4,1266 4,1125
10:49:00 4,1150 4,1168 -0,0117 -0,0487 4,1266 4,1125
10:39:00 4,1125 4,1155 -0,0120 -0,0500 4,1266 4,1125
10:29:00 4,1180 4,1210 -0,0107 -0,0445 4,1266 4,1180
10:19:00 4,1266 4,1278 -0,0091 -0,0377 4,1266 4,1184
10:09:00 4,1242 4,1247 -0,0098 -0,0408 4,1242 4,1184
10:00:00 4,1237 4,1249 -0,0098 -0,0406 4,1237 4,1184
09:49:00 4,1184 4,1200 -0,0109 -0,0455 4,1202 4,1184
09:39:00 4,1202 4,1207 -0,0108 -0,0448 4,1202 4,1202
09:29:00 4,1499 4,1520 0,0115 0,0470 4,1499 4,1471
09:20:00 4,1490 4,1500 0,0110 0,0450 4,1490 4,1471
09:09:00 4,1471 4,1488 0,0107 0,0438 4,1471 4,1471

 

Deixe um comentário