Usiminas estaria perto da falência?

LinkedIn

A Usiminas (BOV:USIM5) estaria renegociando dívidas de curto prazo de R$ 4 bilhões com credores e a venda de subsidiárias para evitar um pedido de recuperação judicial, segundo notícia do jornal Folha de S.Paulo nesta terça-feira. A companhia também avalia um aporte de capital de R$ 4 bilhões, situação difícil de ocorrer em meio à briga dos controladores japoneses Nippon Steel (TSE:5401) e argentinos Ternium (NYSE:TX). Em comunicado enviado ao mercado ontem à noite, a Usiminas confirmou a contratação de assessor financeiro para a venda da Usiminas Mecânica, sem no entanto, possuir alguma definição acerca da efetiva realização da operação.

Outras notícias importantes do dia

• A Arábia Saudita, Rússia, Venezuela e Catar decidiram congelar a produção de petróleo aos níveis de janeiro, para tentar conter a queda no preço da commodity nos mercados internacionais.

• Após a nova disparada no preço da ações da Le Lis Blanc (BOV:LLIS3) ontem (+34,2%), a companhia informou não ter conhecimento de qualquer fato que possa justificar a movimentação atípica.

• A agência de classificação de risco S&P rebaixou a nota de crédito atribuído à Oi (BOV:OIBR3) para BB-, com perspectiva negativa, citando os elevados níveis de endividamento da companhia.

• O Banco Central Europeu disse estar preparado para novas medidas de liquidez caso a crise nos mercados se aprofunde.

• O BTG Pactual (BOV:BBTG11) aprovou um novo programa de recompra de até 10% de suas Units em circulação para demonstrar confiança em sua estrutura de capital.

• A Ecorodovias (ECOR3) informou que tem como estratégia no curto prazo a negociação de aditivos contratuais com o governo e possui projetos em análise para pelo menos cinco de suas controladas, de acordo com apresentação divulgada nesta segunda-feira.

• Segundo coluna de Lauro Jardim no jornal O Globo, Joesley Batista, dono da JBS (BOV:JBSS3), estaria interessado na aquisição da Natura (BOV:NATU3) e/ou o Pão de Açúcar (BOV:PCAR4).

• A Duratex (BOV:DTEX3) registrou lucro consolidado de R$ 191,74 milhões em 2015 (-51,3% em 12 meses).

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 16-02-2016. Acesse a versão completa do Bom dia ADVFN por este link: Clique aqui.

Deixe um comentário