Fique de Olho: BC lança Relatório de Inflação; confiança na indústria e serviços melhora e STF decide caso Lula

LinkedIn

O Índice de Confiança da Indústria avançou 0,4 ponto em março, passando de 74,7 para 75,1 pontos, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em termos trimestrais, o índice recuou de 75,5 pontos, na média do quarto trimestre de 2015, para 75,3 pontos no primeiro trimestre de 2016. O aumento da confiança em março tem relação com a melhora das avaliações do setor sobre a situação atual, apesar da piora nas expectativas para os próximos meses.

BC projeta inflação em 6,6% e queda de 3,5% da economia para este ano

A inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve fechar este ano em 6,6%, segundo projeção divulgada hoje no Relatório de Inflação, editado trimestralmente pelo Banco Central (BC). A estimativa anterior, publicada em dezembro, era 6,2%. Para 2017, a estimativa de inflação passou de 4,8% para 4,9%. Em 12 meses encerrados em março de 2018, a projeção de inflação é 4,5%.

Índice de confiança de serviços tem leve alta em março

O Índice de Confiança de Serviços, medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), subiu 0,1 ponto entre fevereiro e março e chegou a 68,9 pontos, em uma escala de zero a 200. O indicador voltou a crescer depois de uma queda de 0,7 ponto entre janeiro e fevereiro. De acordo com a FGV, a alta de 0,1 ponto da confiança do empresário de serviços não é significativa e pode ser interpretada como uma virtual estabilidade.

STF decide hoje se investigações sobre Lula continuam com Moro

O Supremo Tribunal Federal (STF) decide hoje se o juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, continuará na condução dos inquéritos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A Corte vai decidir se referenda decisão proferida na semana passada pelo ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo. O ministro suspendeu as investigações que envolvem Lula, por entender que cabe à Corte analisar se o ex-presidente tem foro privilegiado e deve ser processado pelo tribunal.

Eletrobras tem prejuízo de R$ 10,4 bi no 4º tri com provisões e baixa contábil

A Eletrobras registrou prejuízo líquido de R$ 10,44 bilhões no quarto trimestre, ante resultado negativo de R$ 1,14 bilhão no mesmo período do ano anterior, impactada pelo reconhecimento de baixas contábeis em ativos, principalmente a usina nuclear de Angra 3, e provisões bilionárias, informou a estatal na noite de quarta-feira. A companhia, que atua em geração, transmissão e distribuição de energia, reconheceu impairments (baixas contábeis) de R$ 2,61 bilhões, sendo R$ 2,53 bilhões em Angra 3, que teve as obras paralisadas recentemente.

Com informações da Agência Brasil e Reuters.

Deixe um comentário