Fique de Olho: IGP-M sobe 0,51% em março; Cemig e Gol divulgam balanços e Diniz amplia fatia no Carrefour

LinkedIn

Em todo o país, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que reajusta os aluguéis, fechou em 0,51% em março, o que representa queda em relação a fevereiro, quando atingiu 1,29%. Em março de 2015, a variação foi de 0,98%. Considerando o acumulado de 12 meses, o índice apresentou alta de 11,56%. A taxa acumulada em 2016 até março é de 2,97%. Os números foram divulgados hoje pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Cemig tem lucro líquido de R$306 mi no 4º trimestre

A elétrica Cemig (BOV:CMIG3 e BOV:CMIG4) teve lucro líquido de R$ 306 milhões no quarto trimestre de 2015, baixa de 73% sobre o mesmo período do ano anterior, divulgou a empresa. A estatal mineira apurou lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 496 milhões de outubro a dezembro, queda de 77% na comparação anual. Já a receita líquida da companhia, que tem negócios em geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica, somou R$ 5,27 bilhões no trimestre, com retração de 17% ante o mesmo período de 2014.

Abilio Diniz eleva fatia no Carrefour para 8,05%

A Península Participações, holding controlada pela família do bilionário brasileiro Abilio Diniz, elevou sua participação no Carrefour, semanas após a varejista francesa ter nomeado o empresário para assumir um assento em seu Conselho. Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, a Península disse que concluiu a aquisição de uma fatia adicional de 2,98% no Carrefour por meio de uma rede de entidades controladas. A medida eleva a fatia que a família Diniz detém no Carrefour para um total de 8,05%.

Gol tem prejuízo de R$1,13 bilhões no 4º trimestre

A companhia aérea Gol (BOV:GOLL4) apurou prejuízo líquido de R$ 1,13 bilhão no quarto trimestre, um aumento de 79 % ante o resultado líquido negativo registrado no mesmo período do ano anterior. A empresa teve geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação, amortização e aluguel de aeronaves (Ebitda) de R$ 398,9 milhões nos últimos três meses de 2015, queda de 17,3% contra o mesmo trimestre um ano antes. A Gol também informou projeção de reduzir entre 15% e 18% o volume total de decolagens em 2016.

Com informações da Reuters e Agência Brasil.

Deixe um comentário