OGX: Prejuízo cresce 1.100%

LinkedIn

A OGX Petróleo (BOV:OGXP3) registrou prejuízo líquido de R$ 69,47 milhões no quarto trimestre de 2015, crescimento de 1.101% na comparação com o mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, a companhia registrou prejuízo líquido de R$ 235,35 milhões. Segundo a administração da OGX, o ano de 2015 foi desafiador em razão das atuais adversidades do setor de produção e exploração de petróleo e gás. A companhia ainda espera sair do processo de recuperação judicial até o final do segundo trimestre de 2016 preparada para se beneficiar de uma retomada do mercado e, no futuro, atuar em novos projetos no campo das energias renováveis.

Outras notícias importantes do dia

• Segundo levantamento do jornal Folha de S.Paulo, a Petrobras (BOV:PETR4) já demitiu cerca de 179 mil funcionários desde o início da operação Lava Jato, de um quadro total de 446 mil pessoas em 2013.

• A Brasil Insurance (BOV:BRIN3) reverteu ganhos e registrou prejuízo consolidado de R$ 104,39 milhões em 2015.

• A Aliansce (BOV:ALSC3) registrou lucro consolidado de R$ 144,77 milhões em 2015 (-14,2% em 12 meses).

• A CEF (Caixa Econômica Federal) elevou para até 11,22% ao ano a taxa de juros do financiamento para imóveis residenciais de até 750 mil reais.

• O Ministério da Fazenda prevê que o PIB brasileiro registrará queda 3,1% em 2015, mas crescerá 1% em 2017, e 2,9% em 2018.

• A Eternit (BOV:ETER3) registrou lucro consolidado de R$ 29,42 milhões em 2015 (-65,5% em 12 meses).

• Bayard Gontijo, presidente da Oi (BOV:OIBR4) acredita que conseguirá equacionar a enorme dívida de mais de R$ 50 bilhões da companhia até o final deste ano.

• A WEG (BOV:WEGE3) adquiriu a Bluffton Motor Works, fabricante de motores elétricos nos EUA. Em 2015, a receita líquida da Bluffton foi de US$ 64 milhões.

• O BNDES registrou lucro líquido de R$ 6,2 bilhões em 2015, crescimento de 113% na comparação anual.

• A Contax (BOV:CTAX11) convocou Assembleia Geral Extraordinária para decidir sobre a entrada da companhia no Novo Mercado da BM&FBOVESPA. A Contax também pretende converter todas as suas ações em ordinárias após um grupamento na proporção de 100:1.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 29-03-2016. Acesse a versão completa do Bom dia ADVFN por este link: Clique aqui.

Deixe um comentário