ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

FED mantém taxa de juros e dólar segue com perspectiva de queda, de olho no cenário nacional

LinkedIn

O Federal Reserve, banco central dos EUA, decidiu nesta quarta feira manter a taxa de juros em uma banda entre 0,25% a 0,5% ao ano. No entanto, a instituição sinalizou que ainda espera elevar o juros antes do fim de 2016. A decisão foi bastante dividida, tendo o placar para manter a taxa em 7×3. “As opiniões de dirigentes já vinham sendo divergentes ao longo das últimas semanas, o que indicava que o placar seria apertado.”, lembra Roberto Indech, analista da corretora Rico.
Seguindo nesta linha, o Fed declarou que “o argumento para uma elevação na taxa de juros se fortaleceu mas decidiu neste momento esperar por mais evidências de um progresso continuado rumo aos objetivos.”
Para a corretora Rico, ficou ainda mais evidente a divisão atual entre os dirigentes mas toda a sinalização pela elevação da taxa de juros para este ano até 2018 mostra a transparência da instituição que deverá aguardar novos sinais de melhora da economia do país e eventos relevantes no cenário externo para ponderar quando as taxas serão elevadas nos próximos meses.
“Com esta decisão e anúncio, acreditamos que o dólar em relação ao Real seguirá uma trajetória descendente assim como tem ocorrido em 2016 e apenas se tornará mais aguda esta queda se as medidas de ajuste fiscal forem aprovadas no Congresso Nacional brasileiro” sugere Indech. A redução nos custos do País pode acontecer ainda em 2016, através da PEC que limita o teto dos gastos públicos, e no início de 2017 colocando para votação a reforma da previdência.
A próxima reunião nos EUA acontecerá nos dias 1º e 2 de novembro, uma semana antes das eleições presidenciais no país, e a última nos dias 13 e 14 de dezembro.
As informações são de Roberto Indech da Corretora Rico

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br