Dollar Week: Dólar caiu 0,01% na segunda semana de 2017

LinkedIn

Ao longo da segunda semana de 2017, o preço do dólar negociado no Brasil acumulou uma desvalorização de 0,01% ante o real. Nos últimos cinco pregões, foram três pregões de baixa contra dois de alta. O dólar encerrou a segunda semana de janeiro negociado a R$ 3,2205 para compra e a R$ 3,2216 para venda.

Em 2017, após dez pregões, o dólar acumula uma queda de 0,86% ante o real. São quatro pregões de alta contra seis de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda, acumulando uma queda de 17,69% ante a moeda brasileira.

 

Variação diária do dólar na segunda semana de 2017

Data Compra Venda Variação % Variação
13/01/17 3,2205 3,2216 1,45% 0,046
12/01/17 3,1749 3,1756 -0,50% -0,016
11/01/17 3,1910 3,1916 -0,22% -0,007
10/01/17 3,1980 3,1986 0,06% 0,0019
09/01/17 3,1961 3,1967 -0,78% -0,0251

 

O dólar em 09 de Janeiro de 2017, segunda-feira

Negociado abaixo do patamar de R$ 3,20, o dólar fechou em queda nesta segunda-feira, atingindo seu menor valor dos últimos dois meses. Os investidores ficaram de olho no cenário externo. A queda da moeda norte-americana também foi favorecida pelo fluxo positivo de recursos.

Negociado abaixo de R$ 3,20, dólar atinge menor valor dos últimos dois meses nesta segunda-feira

 

O dólar em 10 de Janeiro de 2017, terça-feira

O dólar fechou praticamente estável em relação ao real, após exibir leves oscilações ao longo desta terça-feira, com investidores divididos entre a expectativa de ingresso de recursos com a captação da Petrobras e a alta da moeda norte-americana frente a moedas emergentes. Outro fator de grande influência sobre o mercado de câmbio é a divulgação da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), agendada para amanhã após o fechamento do pregão.

Na espera do resultado do Copom, dólar fecha em leve alta nesta quarta-feira

 

O dólar em 11 de Janeiro de 2017, quarta-feira

O dólar fechou em queda ante o real nesta quarta-feira, voltando a ser negociado no patamar de R$ 3,19 e e atingindo seu menor valor nos últimos dois meses. A moeda norte-americana oscilou no Brasil em sintonia com seu comportamento no exterior, com investidores mais aliviados depois de a entrevista do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, não surpreender e à espera da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa Selic.

Entrevista de Donald Trump e divulgação de Taxa Selic fizeram dólar cair nesta quarta-feira

 

O dólar em 12 de Janeiro de 2017, quinta-feira

O dólar fechou em queda nesta quinta-feira, em sintonia com o comportamento da moeda norte-americana no exterior e com expectativas de entrada de recursos externos, em meio a um tom mais otimista com a economia brasileira diante da redução dos juros e menor força da inflação. Na noite anterior, o Banco Central confirmou a redução da taxa Selic de 13,75% para 13% ao ano. O corte de 0,75 ponto percentual representou a maior redução da taxa básica de juros em quase cinco anos.

Um dia após Banco Central cortar 0,75 ponto percentual da taxa Selic, dólar registrou queda considerável, sendo negociado abaixo de R$ 3,18

 

O dólar em 13 de Janeiro de 2017, sexta-feira

O dólar fechou em alta nesta sexta-feira 13, num movimento de recuperação após as seguidas baixas ao longo da semana e em dia de comportamento indefinido da moeda norte-americana no exterior. Os investidores atuaram sob a expectativa de ingresso de fluxo de recursos, reforçada pelas recentes emissões de títulos no exterior por empresas brasileiras.

Dolar subiu forte na segunda sexta-feira de 2017, voltando a ser negociado acima de R$ 3,22

Deixe um comentário