Como investir dinheiro em ações no curto prazo

LinkedIn

Muitas pessoas que têm interesse em investir dinheiro na Bolsa de Valores se deparam com a mesma questão: qual o melhor prazo para fazer aplicações? Para sanar essa dúvida, antes de tudo, é necessário colocar no papel quais são os objetivos que se quer alcançar e qual a quantidade de tempo que será usada para se dedicar aos investimentos.

Se você já refletiu sobre isso e chegou à conclusão que prefere investir no curto prazo, chegou a hora de colocar seus investimentos em prática. Veja neste artigo como investir dinheiro e aprenda a ser um investidor inteligente. Mas, antes, que tal entender a importância de valorizar seu capital?

Por que investir dinheiro?

Infelizmente, a cultura de investimento não é tão forte no Brasil em comparação a outros países. Mas pouco a pouco esse cenário está mudando por aqui. Muitas pessoas ainda se perguntam se investir é o melhor caminho e a resposta é: sim!

Os brasileiros trabalham duro para conseguir juntar algumas economias. Nada mais justo do que buscar o melhor lugar para deixar esse dinheiro rendendo. Por isso mesmo, cada vez mais pessoas estão descobrindo as ótimas possibilidades da Bolsa de Valores.

Existem diversas alternativas disponíveis na modalidade e uma provavelmente vai encaixar nas suas expectativas. Se você é do time que prefere fazer investimentos pensando no futuro, há opções para o seu perfil. Se, por outro lado, você quer alta rentabilidade e está mais aberto ao risco, o mercado também tem o que você procura.

Hoje em dia, não há mais desculpas para não investir. A falta de tempo, de conhecimento e de dinheiro não são mais bons argumentos para você não cuidar bem do seu capital. O Mercado de Ações está mais acessível para todos!

Por isso mesmo, precisamos aproveitar todas as suas vantagens. Aquele dinheiro que você poupou com tanto esforço pode se multiplicar se souber como investir dinheiro de maneira inteligente.

Como investir dinheiro a curto prazo?

No curto prazo, há dois tipos de investimento: as operações que têm duração entre 1 dia a 2 semanas, mais conhecidas no mercado como Swing Trade, e as que duram menos de um dia, popularmente chamadas de Day Trade.

O Day Trade também é conhecido como uma modalidade de curtíssimo prazo. Por ser bastante dinâmico e possibilitar a realização de excelentes lucros, este tipo de investimento é o favorito de muitos investidores na Bolsa de Valores.

Pelo próprio nome já é possível entender sua dinâmica. No Day Trade ocorre a compra e venda de ações que têm início e fim no mesmo dia. Elas são realmente muito breves, podendo durar apenas alguns poucos minutos.

Além de oferecer bons retornos e grande agilidade aos investidores, as operações de curto prazo também oferecem outra vantagem: a alavancagem. Isso significa que não é preciso custear o valor total negociado, apenas pagar ou receber a diferença entre o preço de compra da ação e o valor pelo qual ela foi vendida.

Outro detalhe que se deve entender para realizar operações a curto prazo é que as escolhas de investimentos não são feitas por acaso. Atualmente, existem ferramentas muito úteis para ajudar os investidores nessa tarefa.

No curto prazo, você deve utilizar a Análise Técnica de Ações como sua maior aliada. A partir dela, será possível identificar as melhores oportunidades de negócio para operações de curta duração.

A Análise Técnica é o resultado da observação de diferentes indicadores econômicos e do exame minucioso do gráfico de preço das ações em um determinado momento. Dessa forma, é possível identificar o cenário mais provável de ocorrer para aquela ação.

Alguns indicadores muito utilizados para essa análise são:

  • Volume Financeiro
  • Topos e Fundos
  • IFR – Índice de Força Relativa
  • Bandas de Bollinger
  • Médias Móveis
  • Suporte e Resistência

Munido com essa informações, o investidor consegue tomar uma decisão mais acertada em relação à compra ou venda de uma determinada ação. Apesar de bastante eficiente, não é possível prever com exatidão o que vai ocorrer na Bolsa de Valores.

No entanto, analisar os indicadores oferece a possibilidade de conhecer qual o cenário com maior probabilidade de ocorrer no mercado sobre aquela ação. Desse modo, é importante lançar mão de ferramentas que possam proteger o capital, caso ocorra uma mudança no panorama. Entre estes recursos, o Stop Loss é um dos que mais auxiliam os investidores na tarefa de evitar perdas excessivas.

Independentemente do prazo de aplicação eleito, o investidor deve estar satisfeito e  confortável com ele. Ou seja, se você começou a investir e percebeu que aquele prazo não combina com suas expectativas, melhor mudar de estratégia.

E essa mudança é um detalhe que pode fazer a diferença. Ninguém é obrigado a permanecer no mesmo modelo de investimentos para sempre. Uma das maiores orientações para proteger capital é justamente diversificá-lo em diferentes modalidades. Seja no longo ou no curto prazo, saiba como investir dinheiro de maneira inteligente para valorizar seu capital.

Comentários

  1. Curso Valuation diz:

    Olá tudo bem, adorei o blog, muito grato pelos esclarecimentos, to acompanhando o conteudo aqui. Parabéns grande abraço.

Deixe um comentário