Câmara não aceitará mudanças na reforma trabalhista, diz Rodrigo Maia

LinkedIn
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse ontem à noite em sua conta no Twitter que não irá colocar em votação Medidas Provisórias que possam alterar a reforma trabalhista. “A Câmara não aceitará nenhuma mudança na lei”, disse.

A decisão vai em linha a um acordo feito com o presidente Michel Temer.

Após aprovar o texto principal, em uma sessão marcada por confusões e protestos, os senadores concluíram a votação da reforma trabalhista. Enviado pelo governo e aprovado no Senado da mesma forma como veio da Câmara dos Deputados, o projeto de lei segue agora para sanção do presidente Michel Temer.

A proposta altera mais de 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), permitindo mudanças como a prevalência do acordado entre patrões e empregados sobre o legislado nas negociações trabalhistas.

A sessão chegou a ser iniciada às 11h de hoje (11), mas as senadoras da oposição ocuparam a Mesa do Senado e impediram que o presidente da Casa, Eunício Oliveira, conduzisse os trabalhos, que foram retomados apenas no início da noite.


 

https://www.linkedin.com/company/moneytimes

Deixe um comentário