Braskem avança 3% com estudo de IPO em NY e pulverização de capital

LinkedIn
A Braskem (BOV:BRKM5) avança fortemente nesta sexta-feira com a informação de que os sócios Petrobras (BOV:PETR4) e Odebrecht estariam considerando pulverizar o capital e ofertar ações da petroquímica na bolsa de Nova York.

O papel sobe 3% para a casa dos R$ 39,30 às 12h, pouco abaixo da máxima de R$ 39,57 (+ 3,5%) alcançada logo após a abertura dos mercados. Esse é o maior valor de negociação da empresa desde a fim do rali em 20 de julho, quando a ação tocou os R$ 40,22, depois de subir 20% em nove pregões.

O Valor informou ontem que a Petrobras e a Odebrecht avaliam transferir a sede da Braskem para os EUA e abrir o capital na bolsa de Nova York, como parte da estratégia de internacionalizar a petroquímica.

O planejamento consideraria ainda o fim do acordo de acionistas e a pulverização do capital, estratégia recentemente adotada por empresas brasileiras como a Vale (BOV:VALE5).

Segundo o Valor, essa não seria a única possibilidade estudada pelos sócios, mas agradada especialmente à Petrobras, que contratou o Santander (BOV:SANB11) para avaliar a medida.

A estratégia permitiria gerar valor para que a Odebrecht e a Petrobras se desfaçam de uma parcela da petroquímica e levantar caixa, estratégico para as duas companhias.

Enquanto a Petrobras impôs um severo programa de desinvestimento de US$ 21 bilhões até o final de 2018 para equilibrar o endividamento, a Odebrecht se vê com crédito restrito após a operação Lava Jato e as multas bilionárias provenientes de acordo de leniência.

Fonte: Investing

Deixe um comentário