Citi diz quais ações de varejistas comprar e vender

LinkedIn

Os resultados das varejistas vieram, pelo segundo trimestre consecutivo, em uma toada de melhora, avalia o Citi em um relatório enviado a clientes nesta terça-feira (29/08). As receitas, em termos agregados, cresceram 9% na passagem anual motivadas pelos saques das contas inativas do FGTS e pelo ambiente econômico mais estável. A geração de caixa, medida pelo EBITDA, avançou 35%.

“Em geral, os nossos preços-alvo aumentaram, refletindo os resultados melhores e também um menor custo de capital próprio (devido à queda das taxas de juros). Mantemos recomendação de compra para Via Varejo (BOV:VVAR111), Lojas Americanas (BOV:LAME4) e Hering (BOV:HGTX3), substituímos Lojas Americanas por Via Varejo em nosso focus List Latam e rebaixamos Arezzo (BOV:ARZZ3para venda”, explica a analista Paola Mello.

O preço-alvo para a Via Varejo subiu de R$ 18,20 para R$ 19,80. Para a Raia Drogasil (BOV:RADL3), o valor passou de R$ 76,60 para R$ 79,50. A estimativa para as Lojas Renner (BOV:LREN3) foi ajustada de R$ 30,30 para R$ 32,40. Por fim, as ações da Hering tiveram a projeção alterada de R$ 28,30 para R$ 30,30.

Arezzo

Sobre a Arezzo, Mello avalia que a recomendação de venda se dá pela projeção de lucro mais fraco. “Diferentemente de outros varejistas, esperamos que a margem EBITDA caia no segundo semestre deste ano em relação ao ano anterior, pressionada pelo projeto piloto nos Estados Unidos”, explica.

Apesar de o Citi ainda gostar do modelo de negócios, a recomendação é de que investidores embolsem os lucros após a alta de 71% no ano. “Nós preferimos aumentar a exposição ao setor de vestuário através da Hering que tem avaliação mais atrativa (16,6x P/E 2017E e 15,1x 2018E) e maior potencial de alavancagem operacional em um cenário de maior crescimento econômico, em nosso visão”, conclui.

https://www.linkedin.com/company/moneytimes

Deixe um comentário