Dividendo ganha importância com juro em queda e analistas indicam as melhores ações

LinkedIn

Com os juros em queda, aumenta a vantagem dos investimentos em ações que pagam bons dividendos aos investidores. Afinal, algumas empresas projetam retornos de até 7,6% em dividendos no ano, um rendimento isento de imposto para o investidor, em um momento em que os juros básicos da economia caminham para 7% ou menos.

Além disso, há a valorização do papel, que costuma acompanhar a inflação pelo menos. Claro que há incertezas que podem mudar essas projeções, mas o risco dos papéis de dividendos costuma ser bem menor pois são empresas com fluxo de caixa mais constante e menos investimentos.

O site Money Times faz um levantamento dos papéis de dividendos mais indicados pelos analistas. Segundo reportagem de Gustavo Kahil, os 11 bancos e corretoras consultados pelo Money Times em agosto escolheram 30 ações como as mais interessantes para receber dividendos no mês de agosto (contra 34 indicadas em julho).

Dentre as preferidas pelos analistas, 15 empresas tiveram mais do que uma recomendação e três delas foram lembradas cinco vezes ou mais. Os destaques deste mês foram Telefônica (7), Taesa (6) e Aes Tietê (5), seguidos por B3 (4) e Multiplus (4).

Segundo o Bradesco, a Telefônica tem uma alta previsibilidade dos resultados, geração sólida de fluxo de caixa e atrativo retorno de dividendos de 7,6% para 2018. Isso, de acordo com os analistas, reforça o “status defensivo” dos papéis.

Foram colhidas as recomendações das carteiras da Guide, XP, Santander, Planner, Genial, Itaú BBA, Coinvalores, Bradesco, Citi, Rico e Elite.

Empresas Indicações
Telefônica 7
Taesa 6
AES Tietê 5
BM&FBovespa 4
Multiplus 4
Ambev 3
BB Seguridade 3
Engie 3
Itausa 3
Smiles 3
Transmissão Paulista 3
Banrisul 2
Comgas 2
Cosan 2
Itaú 2
Alupar 1
Banco do Brasil 1
CCR 1
Cielo 1
Direcional 1
Energias do Brasil 1
Energisa 1
Equatorial 1
Hermes Pardini 1
Kinea 1
Klabin 1
MRV 1
Porto Seguro 1
Sanepar 1
Ultrapar 1

 

Deixe um comentário