Bússola de Investimentos: as principais notícias do mercado financeiro nesta segunda-feira, 25 de setembro

LinkedIn

A Bússola de Investimentos desta segunda-feira traz: Petrobras não comenta pedido de arbitragem, Brasilprev capta R$ 50 mi em apenas um dia com nova família de fundos, Carrefour BR estuda emissão de CRA. Confira: 

PETROBRAS (PETR4)(PETR3)

A Petrobras disse que “vai se manifestar oportunamente” sobre o pedido de arbitragem feito por um grupo de acionistas minoritários contra a estatal, por informações supostamente prestadas pela companhia. O pedido foi submetido à Câmara de Arbitragem da B3 e é conduzido pelo escritório de advocacia Modesto Carvalhosa. Leia

BRASILPREV (Banco do Brasil BBAS3)

A Brasilprev, empresa de previdência privada do Banco do Brasil, levantou, em apenas um dia, R$ 50 milhões com uma nova família de fundos, lançada na quarta-feira, 20. Leia

CARREFOUR (CRFB3)

O Grupo Carrefour Brasil está sondando bancos sobre a possibilidade de fazer uma emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). O instrumento vem sendo testado como opção de captação por algumas empresas do segmento supermercadista, como o Pão de Açúcar, que já emitiu CRA mais de uma vez. Leia

CAMIL (CAML3)

Apesar de a operação da Camil ter ganhado uma semana de roadshow, os investidores ainda não se convenceram a entrarem na oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da empresa. Leia

CYRELA (CYRE3)

A Cyrela recorreu à inteligência artificial para ajudar na gestão do estoque de imóveis prontos. A empresa passou a utilizar um aplicativo da startup Nuveo que identifica as contas de condomínios, água, luz e IPTU de mais de 5 mil apartamentos da incorporadora e dá ordens automáticas de pagamento. Leia

BRASKEM (BRKM5)

A Braskem informou que arquivou o formulário 20-F referente ao balanço financeiro de 2016 na U.S. Securities Exchange Comission (SEC). Com o arquivamento, a empresa fica em dia com o órgão regulador americano. Leia

FERBASA (FESA3),(FESA4)

A empresa Ferbasa (empresa que atua nas áreas de mineração, metalurgia e de recursos florestais), anunciou na sexta-feira, 22, que definiu os preços do FeCrAc (Ferro, Cromo, Alto Carbono) em US$ 139/ lb.Cr, para o 4º trimestre de 2017. Leia

PETROBRAS (PETR3),(PETR4

A Petrobras informa que iniciou a etapa de divulgação das oportunidades (Teasers), referentes à cessão da totalidade de seus direitos de exploração, desenvolvimento e produção em cinco conjuntos de campos terrestres (totalizando 19 concessões), localizados nos Estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Sergipe. Leia

OI (OIBR4)

Oi divulgou nota em que afirma que a decisão da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio em um processo movido por “bondholders” da tele foi no sentido de que um plano único de recuperação judicial seja levado à Assembleia de Credores, marcada para o dia 9 de outubro, e que a apuração dos votos seja feita por empresa. Ao todo sete empresas do grupo Oi estão em processo de recuperação. Leia

COSAN (CSAN3)

O conselho de administração da Cosan Logística aprovou aumento de capital por meio de emissão, para subscrição privada, de 95.177.665 ações ordinárias, ao preço de R$ 7,88. Assim, o capital social da empresa será elevado em R$ 750 milhões. Após a operação, o capital social passa para R$ 2,284 bilhões, de R$ 1,534 bilhão, dividido em 463.224.241 ações ordinárias. Leia

LIGHT (LIGT3)

A Light anunciou a 13ª emissão de debêntures simples, no valor de R$ 400 milhões, que ainda pode ser elevada se exercidos lote adicional de até 20% e suplementar de até 15%. As debêntures terão valor nominal unitário de R$ 1 mil, em série única. Leia

RUMO (BOV:RAIL3)

O conselho de administração da Rumo aprovou a oferta pública primária de 220 milhões de ações, a serem emitidas com esforços restritos. A oferta pode ser acrescida em até 15% no lote suplementar. Ao considerar o preço de quinta-feira do fechamento, de R$ 10,39, e o lote suplementar, a oferta pode atingir R$ 2,628 bilhões. Leia

 

Deixe um comentário