Banco BNP Paribas deixa de fazer negócios com empresas que comercializam oléo e gás de xisto

LinkedIn

Durante esta semana , o CEO global do BNP Paribas, Jean-Laurent Bonnafé, anunciou a nova política de financiamento da instituição. De acordo com as novas regras divulgadas pela empresa, o banco não fará mais negócios com companhias cujo principal objetivo é a exploração, produção, distribuição ou comercialização de óleo e gás de xisto e/ou óleo de areia betuminosa.

A nova política da empresa reforça o compromisso do banco em financiar e assessorar investimentos que auxiliem a Agência Nacional de Energia a alcançar sua principal meta: manter o aquecimento global abaixo de 2ºC até o final do século 21.
O banco também informa que não manterá relações de negócios com companhias que obtenham a maior parte de seus lucros nas atividades descritas acima.
Com essas medidas, o BNP Paribas irá, gradualmente, deixar de financiar iniciativas de um número significativo de empresas que não estão engajadas em colaborar com a mudança para uma economia de baixo carbono. O grupo continuará a apoiar seus clientes no setor energético que se mostrarem comprometidos na transição para uma matriz energética mais limpa.

“Somos parceiros de longa data de empresas do setor de Energia e estamos determinados a apoiá-las na transição para um mundo mais sustentável. Como um banco internacional, nosso papel é auxiliar na condução desse processo e contribuir para a ‘descarbonização’ da economia. Conforme anunciamos, estamos comprometidos a trabalhar junto com esses parceiros do segmento energético que decidirem transformar as questões ambientais em uma parte central de suas diretrizes de negócio”, diz Bonnafé.

Deixe um comentário