ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

Balança comercial tem o melhor resultado para o mês

LinkedIn

De acordo com o relatório divulgado nesta segunda-feira (01) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a balança comercial brasileira acumulou um superávit de US$ 5,201 bilhões no mês de outubro. O resulto é o melhor para meses de outubro.

No mês, a exportação alcançou uma cifra de US$ 18,877 bilhões. Na comparação com outubro de 2016, houve um crescimento de 31,1% nas exportações, e retração de 3,7% em relação à setembro de 2017. Com relação à importações, o total foi de US$ 13,676 bilhões. Sobre igual período do ano anterior, as importações apresentaram aumento de 14,5%, e retração de 3,4% sobre setembro de 2017, pela média diária.

Na quinta semana de outubro, entre os dias 30 e 31, o saldo acumulado foi de US$ 675 milhões, resultado das exportações, que totalizaram US$ 1.756 milhões, e as importações, com US$ 1.082 milhões.

Exportações

No mês, as exportações por fator agregado alcançaram os seguintes valores: básicos (US$ 8,468 bilhões), manufaturados (US$ 7,000 bilhões) e semimanufaturados (US$ 2,957 bilhões). Sobre o ano anterior, cresceram as exportações de básicos (+42,3%), semimanufaturados (+26,2%) e manufaturados (+21,0%).

Importações

No mês, cresceram as importações de combustíveis e lubrificantes (+68,2%), bens de capital (+18,7%), bens de consumo (+9,3%) e bens intermediários (+7,9%).

Histórico

Até a quinta semana de outubro, com 21 dias úteis, as exportações registraram US$ 18.877 bilhões e as importações US$ 13.676. O acumulado do mês é de que US$ 5.201 bilhões.

Em 2017, após 209 dias úteis, as exportações somam US$ 183.481  bilhões e as importações, US$ 125.004 bilhões, com saldo positivo de US$58.477 bilhões.

Deixe um comentário