Bom dia, Investidor!

LinkedIn

Esse é o Bom Dia Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir! 

A crise instalada no PSDB, com o gesto brusco do senador Aécio Neves para reassumir o comando entre os tucanos, e a pressão da base aliada pela troca de ministros para aprovar a reforma da Previdência não deixam muito claras as chances de votação das novas regras neste ano. E esse tema continua sendo o mais importante no cenário dos mercados domésticos.

O presidente Michel Temer avalia que uma reforma ministerial é “inevitável”, já que muitos ministros deixarão a Esplanada para concorrer a cargos nas eleições de 2018. No entanto, ao ser questionado se faria a reforma antes do planejado, em abril, Temer respondeu: “Acho que não” e disse que saberá “o tempo certo para fazer a reforma”. A expectativa é de que somente após o próximo feriado, no dia 15, surjam novidades em relação às reformas ministerial e da Previdência.

Com relação aos mercados internacionaisWall Street reagiu mal ontem à possibilidade de a reforma tributária do governo Trump atrasar e ser implementada somente a partir de 2019. Esse prazo foi defendido pelos senadores republicanos, ao contrário da Câmara, onde os deputados do mesmo partido defendem que o corte de impostos às empresas entre em vigor em 2018.

Recomendações

Taesa (TAEE11) / BB Investimentos – O banco aumentou o preço alvo da ação para R$ 26,50 e elevou a recomendação para Outperform. De acordo com os analistas, queda da RAP de concessões pressiona a margem EBITA regulatória, mas a geração de caixa da companhia continua forte.

Rumo (RAIL3) / Credit Suisse – As ações da empresa de logística ferroviária Rumo são as preferidas da equipe do Credit Suisse, quando o assunto remete ao Brasil. os analistas Felipe Vinagre, Thiago Casseb e Alejandro Zamacona elevaram o preço-alvo em 12 meses à ação RAIL3 de R$ 13,50 para R$ 15,50.

Tenda (TEND3) / Bradesco – O resultado trimestral da construtora publicado na noite da ultima quinta-feira, 9, fizeram os analistas do Banco elevarem o preço-alvo para os papéis, de R$ 22 para R$ 26 e reiterar a recomendação de compra.

Movida (MOVI3) / Eleven – Após a empresa de aluguel de veículos ter apresentado um resultado aquém do esperado no terceiro trimestre de 2017. O preço-alvo foi cortado de R$ 15 para R$ 14, mas a recomendação de compra foi mantida. O valor corresponde a um potencial de valorização de aproximadamente 74%

*algumas informações foram retiradas do site Money Times

Empresas

Gafisa (GFSA3) / Dívida Líquida – A empresa anunciou mais um prejuízo de capital. O índice dívida líquida da companha atingiu 87,1% e a Gafisa anunciou um aumento de capital para melhorar sua estrutura financeira. A empresa pretende levantar entre R$ 200 milhões e R$ 300 milhões.

Gol (GOLL4) / Projeções financeiras – A Gol Linhas Aéreas anunciou um aumento nas suas projeções financeiras para o final de 2017. Essa revisão tem como principal base os resultados operacionais apresentados no final do terceiro trimestre. O EBITDA deve ficar em 14%

BRF (BRFS3) / Resultados – A empresa divulgou na manhã desta sexta-feira, 10, os seus resultados operacionais do terceiro tri de 2017. A receita operacional líquida atingiu R$ 8,7 bilhões, valor 8,8% maior do que o apresentado no mesmo período do ano anterior. O EBITDA atingiu R$ 1 bilhão no 3T17, crescimento de 21,3%.

Kroton (KROT3) / Resultados – A Kroton Educacional divulgou nesta sexta, 10, que teve lucro líquido ajustado de R$ 529,7 milhões no 3T17, alta de 17% em relação ao montante de R$ 452,7 milhões apresentado no mesmo período de 2016, com uma evolução de 300 basis points na margem líquida ajustada. Já o lucro líquido ajustado acumulado até setembro subiu 15,2% ao alcançar R$ 1,8 bilhão

Agenda do dia

No Brasil, a agenda doméstica, ganha relevância nesta sexta-feira e traz como destaque a inflação oficial ao consumidor brasileiro (IPCA) em outubro. A previsão é de aceleração na taxa, com alta de 0,48% em relação a setembro, o que, se confirmado, será o maior resultado mensal do IPCA neste ano e desde julho do ano passado.

No calendário econômico no exterior, sai apenas a leitura preliminar de novembro do índice de confiança do consumidor norte-americano (13h). No Brasil, além do IPCA (9h), sai a primeira prévia deste mês do IGP-M (8h).

Deixe um comentário