Resumo do dia: veja o que aconteceu na política hoje

LinkedIn

Saiba o que movimentou a política nacional.

Reforma ministerial

Após o pedido de demissão do ministro das Cidades, Bruno Araújo, o Palácio do Planalto emitiu uma nota afirmando que o presidente Michel Temer “dará início agora a uma reforma ministerial que estará concluída até meados de dezembro”. A saída de Araújo antecipou a medida que já era planejada, de acordo Romero Jucá, líder do governo no Senado. Jucá também afirmou que entre os 28 ministros, pelo menos 17 devem ser trocados.

Jorge Picciani

Ministério Público Federal (MPF) pediu ao Tribunal Regional Federal o bloquei de R$ 154,46 milhões de Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, e seu filho, Felipe Picciani, ambos investigados na Operação Cadeira Velha, desdobramento da Lava Jato. Felipe se encontra preso pela Política Federal. A operação apura a prática de corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas na Assembleia.

Família de Aécio Neves

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os três codenunciados pelo crime de corrupção passiva na investigação sobre propina de R$ 2 milhões do Grupo J&F, Andréa Neves, Frederico Pacheco Mendherson Lima, devem ser processados junto com o senador Aécio Neves. Ao contrário do senador, os três não possuem foro privilegiado.

Deixe um comentário