Com nova regra, juro rotativo cai em 2017, para 334,6% ao ano

LinkedIn

O juro médio total cobrado no rotativo do cartão de crédito reduziu 1,0 (p.p) de novembro para dezembro, anunciou o Banco Central. Após o registro, a taxa passou de 335,6% em novembro para 334,6% ao ano em dezembro. O movimento da taxa do rotativo ocorre com as novas regras de migração da modalidade em vigor desde abril de 2017. No mês anterior a taxa era de 497,7% ao ano.

Atualmente, o juro rotativo é a taxa mais alta no setor e também a mais elevada entre todas as observadas pelo BC. A taxa da modalidade rotativo regular foi de 218,3% para 233,8%  ao ano entre novembro e dezembro. Nessa linha são consideradas as transações com cartão rotativo em que houve o pagamento mínimo da fatura.

Entretanto, a taxa de modalidade rotativo não regular passou de 413,5% para 401,4% ao ano. O rotativo não regular soma as operações nas quais o pagamento mínimo da fatura não foi quitado.

Já na modalidade do parcelado, o juro foi de 168,5% para 169,2% ao ano. Enquanto o juro total de cartão de crédito, que somam as operações do rotativo parcelado, a taxa recuou de 74,2% para 70,8% de novembro para dezembro.

O chefe do Departamento de Estatística do Banco Central, Fernando Rocha, afirmou em entrevista ao Estadão, que a queda nas taxas de todas as modalidade de crédito em dezembro, são decorrentes dos cortes na taxa selic. Ele ainda citou que a redução do spread bancário justifica a queda dos juros.

Rocha ainda acrescentou que o Índice de Custo de Crédito (ICC), atingiu 21,4% em dezembro, chegando ao menor nível da historia do indicador.

*Com informações do Estadão

Deixe um comentário