Dólar volta a subir com mercado cauteloso sobre o julgamento do ex-presidente Lula

LinkedIn

O Dólar voltou a subir após uma sequência de quedas na semana anterior, com os investidores seguindo receosos com aproximação do julgamento do ex-presidente Lula.

Histórico

A moeda teve alta de 0,25%, cotada a R$ 3,2085  para compra e R$ 3,2092 para venda.

Após 15 pregões no mês, a moeda desvalorizou 3,17%. Já se foram 10 pregões negativos, contra 5 positivos. No último pregão de dezembro, o dólar fechou cotado a R$3,3133  para compra e R$ 3,3144 para venda.

Em 2018, após 15 pregões, o dólar apresenta uma desvalorização de 3,17%. Já se foram 5 pregões em alta, contra 10 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Influências

O julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está marcado para quarta-feira (24), o que fez que com os investidores permanecessem cautelosos no começo da semana. O petista será julgado em segunda instância a respeito do caso do tríplex no Guarujá, no qual já foi condenado a nove anos e meio de prisão.

Caso o ex-presidente tenha a condenação confirmada, ele pode acabar não concorrendo às eleições à presidência em outubro. Por isso, a sua defesa pode tentar adiar a decisão final através de recursos, para que ele ainda não seja considerado inelegível no dia 15 de agosto, o dia dos registros das candidaturas.

O mercado considera Lula como um candidato menos preocupado com o controle das contras públicas, o que colocaria em risco a continuidade das medidas fiscais adotadas até agora.

No exterior, os senadores americanos chegaram a um acordo nesta segunda-feira (22) para reabrir o governo federal, após três dias de paralisação devido a um impasse sobre imigração e segurança na fronteira do país.

Deixe um comentário